header top bar

section content

MP proibe vendas de bebidas alcoólicas em prédios públicos em Cajazeiras

A fiscalização realizada pelo Ministério Púlblico, visa proporcionar aos clientes uma melhor qualidade nos produtos e serviços oferecidos pelo comércio local.

Por

11/05/2009 às 10h21

O Ministério Público Estadual está intensificando a operação denominada de “Casa em Ordem” em todos os estabelecimentos comerciais de Cajazeiras. A fiscalização realizada pelo MP visa proporcionar aos clientes, uma melhor qualidade nos produtos e serviços oferecidos pelo comércio local.

O Ministério Público através da Curadoria do consumidor ao fiscalizar o Mercadinho Público e o Açougue Central constatou a existência de estabelecimentos comercializando bebidas alcoólicas, e conforme o Dr. leonardo Cunha Lima, esses tipos de produtos não podem ser comercializados nestes comércios, por se tornar incompatível com as atividades exercidas pelos açougueiros, onde os profissionais manuseiam instrumentos cortantes causando risco de acidentes.

Para evitar maiores riscos à integridade dos clientes e profissionais que ali trabalham, o Ministério Público recomendou a Vigilância Sanitária a proibição e comercialização de bebidas alcoólicas, tanto no Mercadinho Público, como no Açougue Central.

O Ministério Púbico irá fiscalizar outros estabelecimentos que estão localizados em prédios públicos, verificando as condições de funcionamento, e se é comercializado bebidas alcólicas, segundo o Curador do Consumidor, a Operação " Casa em Ordem", vai buscar disciplinar o comércio local, possibilitando oferecer aos clientes um serviço de qualidade.

Da Redação do Diário do Sertão

Tags:

“Boca Quente” fala sobre Nilvan, Josival, Gutemberg e narra fato que mais lhe chamou atenção na área policial

PROGRAMA XEQUE-MATE

VÍDEO: Padre e missionários falam sobre recuperação de dependentes químicos na região de Cajazeiras

DIÁRIO ESPORTIVO

Ao lado de grandes nomes da imprensa, Diário Esportivo debate as rodadas da Série C e D do Paraibano

PARTIU PARA O ATAQUE

VÍDEO: Júnior Araújo diz que José Aldemir vai perseguir servidores que não apoiarem campanha de Paula