header top bar

section content

Cajazeirense assume vaga de deputado no Pará

Agora é oficial. O secretário de Desenvolvimento Econômico do município de Tucuruí, Francisco Gualberto Neto, é quem vai assumir a vaga aberta na Assembleia Legislativa do Estado com a renúncia de Luiz Afonso Sefer, que deixou o cargo sob a acusação de abusar sexualmente de uma menina. Em correspondência enviada nesta quarta-feira,30, à AL, o […]

Por

30/04/2009 às 12h29

Agora é oficial. O secretário de Desenvolvimento Econômico do município de Tucuruí, Francisco Gualberto Neto, é quem vai assumir a vaga aberta na Assembleia Legislativa do Estado com a renúncia de Luiz Afonso Sefer, que deixou o cargo sob a acusação de abusar sexualmente de uma menina.

Em correspondência enviada nesta quarta-feira,30, à AL, o presidente do Tribunal Regional Eleitoral, João José da Silva Maroja, anunciou que Cipriano Sabino e Nadir Neves – primeiro e segundo suplentes, respectivamente – renunciaram ao mandato, o que abriu caminho para Gualberto. “O senhor Francisco Gualberto da Silva Neves apresenta-se como o candidato apto a pleitear a vaga em comento, segundo a ordem de suplência do DEM, na qualidade de terceiro suplente, posto que não há nenhum impedimento legal no âmbito da Justiça Eleitoral”, informa o TRE no documento que chegou no final da manhã de ontem ao gabinete do presidente da Assembleia, deputado Domingos Juvenil (PMDB).

Desde a semana passada, já era dado como certo que a vaga ficaria com o terceiro suplente. Isso porque Nadir Neves, o segundo na lista, que tinha anunciado a disposição de brigar pela vaga renunciou em carta entregue em mãos a Gualberto. Na segunda-feira, 27, ele chegou a levar o documento, com assinatura reconhecida em cartório, à AL. Por precaução, o presidente da Casa, contudo, decidiu aguardar a manifestação do Tribunal Regional Eleitoral, o que só ocorreu ontem. Antes de responder, o TRE consultou a procuradoria Eleitoral.

Convocação
O presidente da AL disse nesta quarta-feira, 29, que ainda analisaria o documento e prometeu que nesta quinta-feira,30,  fará a convocação oficial do terceiro suplente. Uma vez convocado, Gualberto deve reunir documentos como a diplomação do TRE e se apresentar para a posse, que deve ocorrer só na semana que vem. O futuro deputado garante, porém, que já está preparado para a cerimônia. Francisco Gualberto nasceu na cidade de Cajazeira, na Paraíba, mas desde 1978 mora no Pará. Aos 37 anos, casado, pai de três filhos, assume o primeiro cargo eletivo prometendo atuar na promoção de políticas de qualificação e geração de empregos para os jovens.

Desde a renúncia de Sefer, a Assembleia estava com um deputado a menos. A demora em nomear o suplente se deu porque havia dúvidas se a vaga iria para Gualberto ou para o vereador Nadir Neves. Logo que a vaga foi aberta, o Democratas, partido por onde Sefer foi eleito, apresentou documento à presidência reivindicando a vaga para o secretário de Tucuruí.

Embora a renúncia do primeiro suplente, o ex-deputado Cipriano Sabino, hoje conselheiro do Tribunal de Contas do Estado estivesse sacramentada, havia dúvidas quanto à possibilidade de Neves assumir o mandato. Eleito vereador nas últimas eleições municipais, o segundo suplente deixou o DEM e por isso o partido entendia que ele perdera direito ao cargo. Neves anunciou que iria à Justiça para se tornar deputado, mas acabou desistindo.

Da redação do Diário do Sertão com
Diário do Pará

A FAVOR DA REFORMA

Empresário diz que Justiça do Trabalho só penalizava os patrões e chama a CLT de ‘excrescência jurídica’

DA REGIÃO DE CAJAZEIRAS

VÍDEO: Do assassinato do pai ao sucesso na política, prefeito conta trajetória de superação no Interview

'AULÃO SOLIDÁRIO'

VÍDEO: Ordem DeMolay de Cajazeiras promove aulão gratuito preparatório para o ENEM; veja como participar

ENTRETENIMENTO

Maria Calado na TV com os integrantes do espetáculo “Trinca mas não quebra” e o cantor Lucas Soares