header top bar

section content

Contas do FPM de Pombal são bloqueiadas, Prefeita culpa gestão passada

O não recebimento das prestações de contas do exercício de 2008 fez o Tribunal de Contas do Estado determinar o bloqueio das contas bancárias do Fundo Municipal de Saúde de Pombal, fato que vem gerando muita polêmica, na última sexta-feira 27, foi veiculada no Jornal Maringá uma entrevista com a Prefeita Pollyanna Feitosa, onde na […]

Por

28/04/2009 às 08h47

O não recebimento das prestações de contas do exercício de 2008 fez o Tribunal de Contas do Estado determinar o bloqueio das contas bancárias do Fundo Municipal de Saúde de Pombal, fato que vem gerando muita polêmica, na última sexta-feira 27, foi veiculada no Jornal Maringá uma entrevista com a Prefeita Pollyanna Feitosa, onde na ocasião a prefeita relatou rapidamente o que teria acontecido para o bloqueio da conta.

Segundo a Prefeita a gestão passada teria prestado contas como se já existisse um fundo independente, porém somente neste ano é que foi criado o CNPJ. Por este motivo o TCE bloqueou a conta. De acordo com a Prefeita o problema já está sendo solucionado.

O fato repercutiu a ponto do assessor de imprensa da prefeitura Municipal Fábio Almir (foto), participar no final do programa para rebater algumas acusações, segundo ele feitas pelo irmão do ex-prefeito Ugo Ugulino, o advogado Antonio Cezar (Pebinha), que teria participado em uma emissora local para rebater o que foi dito pela Prefeita Pollyanna e veiculado durante o Jornal Maringá.

De acordo com Fábio Almir ele ficou surpreso com a participação do Dr. Pebinha, que segundo o assessor teria dito que a prefeita de Pombal faltava com a verdade ao dizer que o problema com o Fundo Municipal de Saúde seria devido a erros da gestão passada. Fábio frisou que o advogado teria dito que o problema era da atual gestão a quem denominou de desastrosa.

“Ele dizia que isso é um problema da gestão anterior e que só fazia parte de uma gestão desastrosa do PT. Eu quero pedir ao Pebinha que ele se informe um pouco mais, que ele leia um pouco mais, porque nós tivemos o cuidado de entrar em contato com o Tribunal de Contas, acho que ele não teve esse cuidado e o Tribunal de Contas nos passou as pendências pelo qual o Fundo Municipal de saúde teve suas contas bloqueadas”, disse Fábio Almir.

Explicação
Ainda de acordo com o assessor, o Fundo Municipal de Saúde teve seu CNPJ criado em fevereiro deste ano, Fábio explicou que o motivo do bloqueio se deu porque até o ano de 2008 as prestações de contas eram feitas em conjunto “não havia uma prestação de contas feito separadamente do Fundo municipal de Saúde, apesar de já haver uma norma que fosse feito dessa forma. Então a partir do mês de julho a antiga gestão começou a fazer a prestação de contas separadamente, eles prestaram contas de julho, agosto, setembro e a partir de novembro eles não prestaram mais contas não mandaram mais os relatórios, disse o Assessor.

Conforme Fábio, o que o Tribunal de Contas está comunicando que faltam relatórios referentes a novembro e dezembro de 2008. Alfinetando o assessor perguntou “Pebinha quem é que estava no governo em 2008, era Pollyanna Feitosa? Ele fala de desastre administrativo, eu também acho que como ele não se recorda, Pombal acabou de entrar novamente no SIAPE que é o SERAZA das prefeituras pela não prestação de contas no convênio do SECOL (Abrigo dos Idosos) no valor de R$ 50.000,00 Mil, que eles usaram e não prestaram contas, a exemplo do que fizeram com o programa ‘Comercialização Direta’, que não prestaram contas em 2008. E ai essa prestação de contas de 2008, também foi culpa nossa?”, disse Fábio.

HENIO WANDERLEY
Da redação do Diário do Sertão
Pombal

A FAVOR DA REFORMA

Empresário diz que Justiça do Trabalho só penalizava os patrões e chama a CLT de ‘excrescência jurídica’

DA REGIÃO DE CAJAZEIRAS

VÍDEO: Do assassinato do pai ao sucesso na política, prefeito conta trajetória de superação no Interview

'AULÃO SOLIDÁRIO'

VÍDEO: Ordem DeMolay de Cajazeiras promove aulão gratuito preparatório para o ENEM; veja como participar

ENTRETENIMENTO

Maria Calado na TV com os integrantes do espetáculo “Trinca mas não quebra” e o cantor Lucas Soares