header top bar

section content

Sem pagamento, Hospital Infantil fica sem médicos e funcionários passam fome

Por causa do atraso no pagamento dos salários dos seus funcionários, o Hospital Infantil de Cajazeiras vem passando por sérias dificuldades para realizar atendimento completo aos seus pacientes...

Por

31/12/2009 às 01h26

Por causa do atraso no pagamento dos salários dos seus funcionários, o Hospital Infantil de Cajazeiras vem passando por sérias dificuldades para realizar atendimento completo aos seus pacientes. A informação é do próprio diretor administrativo do hospital, Dr. Abidiel de Sousa Rolim. Ele culpa a Prefeitura Municipal de Cajazeiras, que não paga há pelo menos três meses, pelo mau serviço prestado pelo HI nas últimas semanas.

O problema é tão grave que já começa a faltar médicos plantonistas no hospital e alguns casos mais graves estão sendo encaminhados ao Hospital Regional de Cajazeiras e outros a postos de Saúde da cidade.

Para tornar a situação ainda mais calamitosa, funcionários que prestam serviços de limpeza e cozinha no HI já estariam passando fome por causa do atraso nos salários, como revelou a cozinheira dona Fátima à reportagem de uma rádio local.

“A realidade é que na minha casa estamos passando fome, devendo água e luz. No natal só tivemos alimentação porque eu recebi uma feirinha lá na área de lazer, e eles todo dia me mandam trabalhar, e se eu não for, me põem pra fora”.

Segundo Dr. Abidiel, a assessoria financeira da prefeitura teria prometido que até esta terça-feira (30), o pagamento seria repassado ao hospital.

Da redação do Diário do Sertão

Tags:
DETALHES DO JÚRI

VÍDEO: Secretária revela bastidores do julgamento do caso Érika e diz que houve distinção de tratamento

22 DE AGOSTO

VÍDEO: Prefeitura de Cajazeiras corre para conseguir recapear todas as entradas antes do dia da cidade

"RASGARAM A CONSTITUIÇÃO"

VÍDEO: Para o vice-prefeito de Sousa, Lula é um preso político: “A injustiça dói em qualquer um”

TESTEMUNHO AO VIVO

VÍDEO: Pastor sentenciado a 32 anos de prisão diz que foi visitado por Deus na cadeia e saiu em 30 dias