header top bar

section content

Justiça acata liminar e decide suspender concurso de prefeitura

O juiz substituto da 4ª Vara da comarca de Sousa, Dr. José Normando Fernandes acatou pedido de liminar do Ministério Público e decidiu nesta quinta-feira (4) suspender o concurso que seria realizado próximo domingo pela Prefeitura Municipal de Nazarezinho para provimento de 133 vagas. As razões que levaram o magistrado a tomar a decisão são […]

Por

06/12/2008 às 18h00

O juiz substituto da 4ª Vara da comarca de Sousa, Dr. José Normando Fernandes acatou pedido de liminar do Ministério Público e decidiu nesta quinta-feira (4) suspender o concurso que seria realizado próximo domingo pela Prefeitura Municipal de Nazarezinho para provimento de 133 vagas.

As razões que levaram o magistrado a tomar a decisão são em função de denúncias de irregularidades no processo de licitação e realização do concurso com a empresa Educa – Assessoria Educacional, responsável pela aplicação das provas e demais etapas do certame.

De acordo com a promotora Juliana Couto Ramos, “não houve clareza no edital, o que deixou transparecer várias anormalidades que comprometeriam a lisura do concurso, além de indícios de nepotismo e favorecimento a parentes e simpatizantes do atual prefeito Gilson Luis”.

Ainda de acordo com a denúncia que contém mais de 250 páginas, "a realização do concurso comprometeria acintosamente a administração futura ao provocar gastos de R$ 100 a R$ 200 mil reais com salários aos concursados".

Em sua decisão, o juiz José Normando destaca que "os documentos apresentados demonstram plena veracidade dos fatos, pois apontam a priori, inúmeras irregularidades no processo de realização do concurso para preenchimento de 133 vagas".

Ao final do julgamento, o juiz adverte que em caso de descumprimento da decisão, será aplicada multa de R$ 10 mil reais por dia para a empresa Educa e para a Prefeitura de Nazarezinho.

A reportagem entrou em contato com o funcionário público José Fernandes Filho, presidente da comissão do concurso. Por telefone, José Carlos, como é conhecido, disse que preferia não se manifestar sobre a decisão da justiça.

LEVI DANTAS
Da redação do Diário do Sertão em Sousa

ENTREVISTA

VÍDEO: Programa Psicologia no Ar recebe professor doutor de Cajazeiras pra falar sobre Psicologia Social

INTERVIEW

VÍDEO: Autor do filme “Memória Bendita” fala sobre os desafios de promover cultura na região de Sousa

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa: Em Continência ao Senhor Jesus com os membros da Igreja Fonte de Água da Vida

MARIA CALADO NA TV

Maria Calado na TV recebe diretamente do Rio Grande do Norte, Fábio Carvalho; CONFIRA!