header top bar

section content

Falta de pagamento marca Dia dos Professores, diz presidente do SINFUNC

Salários atrasados e supostas perseguições políticas acabam estragando o que deveria ser um dia comemorativo para os professores do município de Cajazeiras nesta quarta-feira (15), Dia dos Professores, é o que afirma Elinete Lourenço, presidente reeleita do Sindicato dos Funcionários Públicos – SINFUNC. Segundo ela, tanto os professores que votaram em Léo Abreu, quanto os […]

Por

15/10/2008 às 21h47

Salários atrasados e supostas perseguições políticas acabam estragando o que deveria ser um dia comemorativo para os professores do município de Cajazeiras nesta quarta-feira (15), Dia dos Professores, é o que afirma Elinete Lourenço, presidente reeleita do Sindicato dos Funcionários Públicos – SINFUNC.

Segundo ela, tanto os professores que votaram em Léo Abreu, quanto os que votaram em Mario Messias para prefeito de Cajazeiras nas Eleições deste ano estão sendo “castigados” por suas escolhas.

Reivindicação
Nesta segunda-feira(13), o SINFUNC recebeu visitas, em forma de protesto, de vários professores do município que reivindicavam salários atrasados.

“Ontem no SINFUNC foi um ‘Deus-nos-acuda’, com muita gente que quer seus salários. Muitos não têm nem o que comer em casa, porque esperavam receber e não receberam, e está aí a situação de calamidade. Eu não sei o que está acontecendo, porque dinheiro tem. Eu gostaria de saber o porquê de não pagar esse pessoal”.

Elinete exige providências da Secretaria de Educação do Município, e que pelo menos até o dia 31 de Outubro a situação seja resolvida.

Da redação do Diário do Sertão

Tags:
PROGRAMA XEQUE-MATE

VÍDEO: Garotinha de Cajazeiras que não tem os membros dá lição de vida e emociona com sua história

VÍDEO

Historiador diz não ‘concordar’ com mudança na data comemorativa de emancipação política de Cajazeiras

DETALHES DO JÚRI

VÍDEO: Secretária revela bastidores do julgamento do caso Érika e diz que houve distinção de tratamento

22 DE AGOSTO

VÍDEO: Prefeitura de Cajazeiras corre para conseguir recapear todas as entradas antes do dia da cidade