header top bar

section content

Presidente do SINFUMC considera governo Temer uma ‘tragédia’, e diz que vai lutar

Elinete Lourenço prevê um governo de massacre aos movimentos sociais e às conquistas dos trabalhadores e minorias oprimidas

Por Jocivan Pinheiro

13/05/2016 às 16h49 • atualizado em 13/05/2016 às 16h51

O governo Temer está sendo considerado por grande parte dos sindicatos uma grande ameaça às conquistas sociais dos últimos anos. Para alguns, é até mais do que uma ameaça, é uma tragédia.

É assim que pensa a presidente do Sindicato dos Funcionários Públicos Municipais de Cajazeiras (SINFUMC), Elinete Lourenço, uma das principais bandeiras das lutas sociais na Paraíba.

VEJA MAIS

» SINFUMC pode estar próximo de resolver salários atrasados de Carlos Antônio e Carlos Rafael

» Presidente da CDL de Cajazeiras está pessimista com governo ‘meramente político’ de Temer

Elinete prevê um governo de massacre aos movimentos sociais e às conquistas dos trabalhadores e minorias oprimidas. Por isso, segundo ela, a luta deve se intensificar, e não será diferente em Cajazeiras.

Elinete avisa que o SINFUMC está preparado para promover diversos atos na cidade.

“Eu tenho várias críticas ao governo [de Dilma], como qualquer cidadão, mas eu quero que meu voto seja respeitado. Não é um grupo de deputados que vai retirar esse direito. Isso eu não aguento e nem concordo. Mas nós estamos vivos, fortes e com coragem para lutar”, disse a sindicalista.

DIÁRIO DO SERTÃO

ABANDONADO

VÍDEO: Após saber da morte da mãe, homem passa fome nas ruas de Cajazeiras e faz apelo emocionante para voltar pra casa

PSICOLOGIA NO AR

PERIGO: Médico neurologista faz importante alerta para quem usa remédios tarja preta para dormir

OPINIÃO CONTUNDENTE

EM DECADÊNCIA?: Ex-radialista compara as rádios de Cajazeiras a ‘relacionamento que perdeu o sabor’

QUER APROVAÇÃO?

ENEM 2018: Cursinho inova em Cajazeiras com grande equipe de professores e dinâmica moderna de ensino