header top bar

section content

Cajazeirense troca palco pelas ruas e confessa ter orgulho da profissão. VÍDEO!

Fransualdo Bernardo, conhecido entre os colegas como Chokito, trabalha há 11 anos em Cajazeiras e diz ter orgulho do que faz.

Por Jocivan Pinheiro

16/05/2016 às 18h48 • atualizado em 17/05/2016 às 09h16

No dia 16 de maio celebra-se o dia nacional do gari, profissional responsável por limpar as vias e locais públicos das cidades. Em Cajazeiras, a empresa responsável pela limpeza pública é a Limpcar, na qual cerca de 80 garis, entre homens e mulheres, se dividem diariamente nas funções de varrição, capinação, coleta, pintura, poda, recolhimento de entulhos, entre outras.

Fransualdo é um dos 80 garis de Cajazeiras

Fransualdo é um dos 80 garis de Cajazeiras

Fransualdo Bernardo (36), conhecido entre os colegas como Chokito, trabalha há 11 anos como gari em Cajazeiras e diz ter orgulho do que faz, apesar de a sua profissão ainda ser mal vista por muitas pessoas. Ele conta que a experiência o ensinou a driblar o preconceito.

VEJA MAIS

► Superintendência do HUJB emite Nota sobre morte da criança cajazeirense de 4 anos

► Menino de quatro anos de idade da cidade de Cajazeiras morre em hospital de Patos-PB; Suspeitas foram infecção de pulmão e H1N1

► Diretor do HUJB comenta morte de criança e diz que médicos não querem trabalhar sob pressão

“Eu já tive esse tipo de preconceito, mas lutei, passei por cima, fiz de conta que não estava escutando, depois levei na brincadeira e as pessoas também entenderam que aquilo era meu trabalho. Sempre existe alguém para difamar nosso trabalho. Eu já passei por isso, mas graças a Deus hoje eu não passo mais por essa vergonha, nem decepção.”

Também conhecido como Chokito, Fransualdo já foi palhaço e alegra os colegas com seu bom humor

Também conhecido como Chokito, Fransualdo já foi palhaço e alegra os colegas com seu bom humor

A profissão de gari reserva surpresas diariamente. Chokito revela que nesses 11 anos, já encontrou no lixo muita coisa boa, como por exemplo celulares e eletrodomésticos funcionando e até um computador novo em folha.

No dia-a-dia da empresa, ele costuma relembrar os tempos em que foi palhaço por profissão e conta piadas para animar os colegas que estão de baixo astral. Às vezes rola até umas imitações, como as de Silvio Santos, Faustão, Roberto Carlos, Scooby-Doo e Salsicha, entre outras. Mas Chokito nunca deixou de levar seu trabalho a sério e tem a consciência da importância do gari para a sociedade.

“Eu faço o possível e o impossível para não ter problema no meu trabalho para nunca faltar para eles [a esposa e os filhos] o que eu não tive no passado. Eu digo aos meus colegas de trabalho: não desistam do que fazem. Ter amor no que faz. Sempre fazer o possível para não ter problema com os patrões nem com seus colegas. Desejo a eles um feliz dia do gari e bom trabalho a todos.”

DIÁRIO DO SERTÃO

A FAVOR DA REFORMA

Empresário diz que Justiça do Trabalho só penalizava os patrões e chama a CLT de ‘excrescência jurídica’

DA REGIÃO DE CAJAZEIRAS

VÍDEO: Do assassinato do pai ao sucesso na política, prefeito conta trajetória de superação no Interview

'AULÃO SOLIDÁRIO'

VÍDEO: Ordem DeMolay de Cajazeiras promove aulão gratuito preparatório para o ENEM; veja como participar

ENTRETENIMENTO

Maria Calado na TV com os integrantes do espetáculo “Trinca mas não quebra” e o cantor Lucas Soares