header top bar

section content

Diretora do CAPS 2 de Cajazeiras pretende internar jovem que tentou se matar em BR

Diretora quer que a jovem seja internada no CAPS 2 de Cajazeiras pelo menos três dias por semana, e não seja apenas medicada

Por Jocivan Pinheiro

26/07/2016 às 16h49 • atualizado em 27/07/2016 às 11h00

A diretora do CAPS 2 de Cajazeiras esclareceu o caso de uma jovem portadora de transtornos mentais que tentou se suicidar na última sexta-feira (22) se deitando no meio da rodovia BR-230, próximo ao Presídio Regional. Segundo Norma Viana, a jovem havia sido medicada no CAPS 2 na segunda-feira, mas teve um surto na quinta.

Jovem que tentou se matar

Jovem que tentou se matar

Ela explica que a jovem é medicada regularmente no CAPS 2, mas a medicação não impede totalmente que surtos daquela natureza possam acontecer. Isso vai depender do ambiente em que o paciente vive e suas relações pessoais nesse contexto.

VEJA TAMBÉM: Jovem de Cajazeiras se deita em BR para morrer e mãe faz apelo dramático

Nesse caso específico, a diretora disse que o contexto social e familiar da jovem favorece o agravamento da sua doença. “Ali é uma situação que ultrapassa as barreiras da saúde e que atinge o âmbito social. Existe uma falta de estrutura familiar que colabora muito na evolução negativa do diagnóstico daquela pessoa.”

A jovem está se recuperando do surto na cidade de Sousa, mas o desejo da diretora é que ela seja internada no CAPS 2 de Cajazeiras pelo menos três dias por semana, e não fique apenas sendo medicada e voltando para casa. Para isso ela pretende acionar o Ministério Público.

Norma Viana lamentou o fato de algumas pessoas se aproveitarem dos doentes mentais para fazerem vídeos com tom de escracho e compartilharem nas redes sociais. Ela fez um apelo pedindo respeito às diferenças.

“Não existe o fato de que porque é um portador de transtorno mental, tem que estar excluído. Ele faz parte da sociedade, precisa fazer. O que precisa é a sociedade aprender a conviver com o diferente. As pessoas que têm transtornos mentais não estão dispostas a servirem de objeto de diversão. O que a gente precisa entender é o respeito.”

DIÁRIO DO SERTÃO

CASA NOVA

Locutor esportivo troca de emissora de rádio em Cajazeiras e revela mágoa: “Tomei uma pancada violenta”

NOVIDADES

VÍDEO: Novo padre da Paróquia São João Bosco confirma que pretende revitalizar a Praça Camilo de Holanda

AO VIVO NA TV

BOMBA! Ator cajazeirense revela que foi estuprado quando era coroinha de igreja: “Fui pra missa chorando” – ASSISTA!

TEM POTENCIAL

VÍDEO: Atleta cajazeirense pede ajuda pra realizar sonho de correr a São Silvestre; veja como patrocinar