Cidades
23/11/2016 às 14h11 • atualizado em 23/11/2016 às 18h15

postado por: C. Campelo

COREN-PB volta a denunciar SAMU de Piancó e profissionais de enfermagem acionam MP

O secretário de saúde de Piancó, José Ruclenato, e ele garantiu que a gestão está buscando resolver os problemas das ambulâncias

Ronaldo Beserra, presidente do COREN da Paraíba (foto: Charley Garrido)

O Conselho Regional de Enfermagem (COREN) da Paraíba, realizou fiscalização recentemente na Central do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) de Piancó, no Vale do Piancó e encontrou várias irregularidades.

De acordo com o presidente do COREN-PB, Ronaldo Beserra, as ambulâncias estão sem fiscalização da Agência Estadual de Vigilância Sanitária (AGEVISA), além disso, a Unidade de Suporte Avançado (USA), está sem o aspirador e os pneus estão “carecas”.

Presidente do COREN-PB, Ronaldo Beserra, durante fiscalização no SAMU de Piancó (foto: Facebook)

Presidente do COREN-PB, Ronaldo Beserra, durante fiscalização no SAMU de Piancó (foto: Facebook)

Nesta quarta-feira (23), Ronaldo usou sua página no Facebook, para denunciar novamente o SAMU de Piancó. Segundo ele, a equipe de enfermagem poderá ser proibida de sair na ambulância que não apresenta segurança: “Estão pondo em risco a vida da equipe e a do paciente”, disse.

Equipe do SAMU de Piancó acionou o Ministério Público Estadual (foto: whatsapp)

Equipe do SAMU de Piancó acionou o Ministério Público Estadual (foto: whatsapp)

Profissionais de enfermagem do SAMU de Piancó, estiveram na manhã desta quarta-feira (23), no Ministério Público Estadual onde denunciaram que há cerca de dois meses o SAMU não apresenta condições de trabalho. Eles denunciaram ainda que existem cinco viaturas, porém apenas duas estão funcionando e que uma delas está com pneus carecas.

Outro lado
A reportagem do Portal e TV Online Diário do Sertão, entrou em contato com o secretário de saúde de Piancó, José Ruclenato, e ele garantiu que a gestão está buscando resolver os problemas das ambulâncias:

“Já estamos regularizando a questão dos pneus e ainda hoje estaremos colocando novos pneus, estávamos passando por problemas com licitações, mas conseguimos resolver. Também já entramos em contato com a AGEVISA para que sejam feitas as fiscalizações nas ambulâncias, para tentar resolver da melhor forma para que a próxima gestão receba o órgão em perfeito funcionamento”, finalizou.

DIÁRIO DO SERTÃO

Deixe seu comentário