Cidades
24/11/2016 às 14h21 • atualizado em 24/11/2016 às 14h22

postado por: C. Campelo

Bombeiro dá dicas de como instalar botijão de gás e o que fazer em caso de vazamentos

A reportagem da TVDS conversou com o tenente Arthur Maia do 6° Batalhão de Bombeiros Militar (6°BBM) da cidade de Sousa

Nesta quinta-feira (24) os bombeiros de Sousa alertaram aos cuidados que deve-se ter com o a instalação e manuseio do gás de cozinha dentro de casa. De acordo com a corporação, é preciso ter muita atenção até mesmo ha hora da compra.

A reportagem do Portal e TV Online Diário do Sertão conversou com o tenente Arthur Maia do 6° Batalhão de Bombeiros Militar (6°BBM) da cidade de Sousa, e ele deu dicas importantes dos locais onde instalar o botijão de gás em residência, e em caso de vazamento, o que deve e não deve ser feito.

Fique Atento:

– Ao adquirir o botijão verifique visualmente as condições de conservação, se possui alguma área enferrujada ou amassada. Confira também o selo de garantia do produto (lacre) observando se está violado ou não. Caso perceba qualquer irregularidade exija a troca imediata;

– Não armazene o botijão de gás em lugares fechados (como armários de cozinha), preferindo armazená-lo do lado de fora da cozinha em local arejado, coberto e protegido das intempéries. O gás é mais pesado que o ar e poderá se concentrar ou adentrar por esses locais, aumentando o risco de explosão por queima acelerada do gás;

– Em caso de suspeita de vazamento de gás feche o registro de gás, não acione interruptores de eletricidade, alerte e afaste as pessoas do local, abra portas e janelas, não acenda fósforos ou isqueiros e retire o botijão para um local aberto, ventilado e longe de fonte de ignição;

– O botijão foi projetado e construído para evitar a explosão. Se todos os dispositivos de segurança do botijão estiverem funcionando, dificilmente isso acontecerá. Mas é preciso sempre ter o cuidado de não aquecer o botijão ou deixá-lo próximo a fontes de calor;

– Se ainda existirem dúvidas ligue para o Corpo de Bombeiros Militar, através do telefone 193.

DIÁRIO DO SERTÃO

Deixe seu comentário