header top bar

section content

Radialista questiona ‘progressão aritmética’ dos salários atrasados em CZ e dinheiro da repatriação

Jarisma Pereira lembra que a Prefeitura recebeu R$ 2 milhões do programa de regularização de ativos no exterior, também conhecido como repatriação

Por Jocivan Pinheiro

29/11/2016 às 18h05 • atualizado em 29/11/2016 às 18h08

No seu retorno à coluna Direto ao Ponto, o radialista Jarismar Pereira retomou um assunto que tem preocupado bastante os funcionários público municipais de Cajazeiras. Após a declaração do procurador geral do Município afirmando que os salários de novembro e dezembro podem não ser pagos se os recursos do FPM continuarem bloqueados por ordem judicial para pagamento de salários atrasados de gestões passadas, um clima de apreensão tomou conta da cidade.

Caso aconteça, esse possível atraso de dois meses consolida uma lamentável ‘progressão aritmética’, segundo Jarismar. Afinal, o ex-prefeito Carlos Antônio deixou dois meses pendentes ao sair, bem como o ex-prefeito Carlos Rafael.

Jarismar lembra que a Prefeitura de Cajazeiras recebeu cerca de R$ 2 milhões do programa de regularização de ativos no exterior, também conhecido como repatriação de recursos, e poderia pagar os meses de novembro e dezembro com essa verba.

DIÁRIO DO SERTÃO

“Boca Quente” fala sobre Nilvan, Josival, Gutemberg e narra fato que mais lhe chamou atenção na área policial

PROGRAMA XEQUE-MATE

VÍDEO: Padre e missionários falam sobre recuperação de dependentes químicos na região de Cajazeiras

DIÁRIO ESPORTIVO

Ao lado de grandes nomes da imprensa, Diário Esportivo debate as rodadas da Série C e D do Paraibano

PARTIU PARA O ATAQUE

VÍDEO: Júnior Araújo diz que José Aldemir vai perseguir servidores que não apoiarem campanha de Paula