header top bar

section content

Radialista questiona ‘progressão aritmética’ dos salários atrasados em CZ e dinheiro da repatriação

Jarisma Pereira lembra que a Prefeitura recebeu R$ 2 milhões do programa de regularização de ativos no exterior, também conhecido como repatriação

Por Jocivan Pinheiro

29/11/2016 às 18h05 • atualizado em 29/11/2016 às 18h08

No seu retorno à coluna Direto ao Ponto, o radialista Jarismar Pereira retomou um assunto que tem preocupado bastante os funcionários público municipais de Cajazeiras. Após a declaração do procurador geral do Município afirmando que os salários de novembro e dezembro podem não ser pagos se os recursos do FPM continuarem bloqueados por ordem judicial para pagamento de salários atrasados de gestões passadas, um clima de apreensão tomou conta da cidade.

Caso aconteça, esse possível atraso de dois meses consolida uma lamentável ‘progressão aritmética’, segundo Jarismar. Afinal, o ex-prefeito Carlos Antônio deixou dois meses pendentes ao sair, bem como o ex-prefeito Carlos Rafael.

Jarismar lembra que a Prefeitura de Cajazeiras recebeu cerca de R$ 2 milhões do programa de regularização de ativos no exterior, também conhecido como repatriação de recursos, e poderia pagar os meses de novembro e dezembro com essa verba.

DIÁRIO DO SERTÃO

DIÁRIO ESPORTIVO

Diário Esportivo desta semana destaca a rodada da Série D; Confira!

ENTREVISTA

No Caldeirão Político, secretário revela bastidores da campanha que levou Zé Aldemir à histórica vitória contra grupo de Carlos – VÍDEO!

SOLIDARIEDADE

Campanha busca arrecadar recursos para construir sede de associação que cuida de idosos; saiba como contribuir – VÍDEO!

TRANSPARÊNCIA

Reeleito, presidente da câmara de vereadores de Bonito de Sta. Fé faz presta contas dos seus trabalhos a frente do poder legislativo