header top bar

section content

LUTO: Cajazeirense morre após parada cardíaca; Ele reclamava de dores no peito

Ele era muito conhecido e foi um dos garçons que trabalhou no sodalício Cajazeiras Tênis Clube.

Por Luzia de Sousa

13/02/2017 às 15h51 • atualizado em 15/02/2017 às 07h48

Cajazeirense morre no HRC (Foto: Click CZ)

Faleceu por volta 13h45min desta segunda-feira (13), no Hospital Regional de Cajazeiras, o garçom mais conhecido do município, o irreverente Assis Batista, 81 anos, mais conhecido por Corrozinho.

+ Após garoto quase morrer por picada de cobra, radialista revela por que CZ não tem soro antiofídico

Idoso se sentiu mal em sua residência e foi socorrido para Unidade de Pronto Atendimento com reclamando de dores no peito esquerdo.

Corrozinho foi transferido para o HRC, sofreu uma parada cárdica e a equipe tentou reanimar o cajazeirense por meia hora, porém, sem êxito, evoluindo para o óbito.

Ele era muito conhecido e foi um dos garçons que trabalhou no sodalício Cajazeiras Tênis Clube.

O garçom foi o escolhido para ser homenageado pelo Bloco Cafuçu este ano, que tradicionalmente relembra história de cajazeirenses irreverentes vivos, que se destacam no município. No ano passado o bloco homenageou Maria Pereira.

DIÁRIO DO SERTÃO

A FAVOR DA REFORMA

Empresário diz que Justiça do Trabalho só penalizava os patrões e chama a CLT de ‘excrescência jurídica’

DA REGIÃO DE CAJAZEIRAS

VÍDEO: Do assassinato do pai ao sucesso na política, prefeito conta trajetória de superação no Interview

'AULÃO SOLIDÁRIO'

VÍDEO: Ordem DeMolay de Cajazeiras promove aulão gratuito preparatório para o ENEM; veja como participar

ENTRETENIMENTO

Maria Calado na TV com os integrantes do espetáculo “Trinca mas não quebra” e o cantor Lucas Soares