header top bar

section content

ESTÃO FORA! Músicos cajazeirenses criticam prefeito por ter mais bandas de Sousa do que de Cajazeiras no carnaval: “Parece que o prefeito não gosta de Cajazeiras”, diz cantor. Secretário nega, destaca a programação e diz que as reclamações são injustas – VÍDEO

Vocalista da banda Pagodão SA e cantor Cigano do Arrocha fizeram críticas à programação do carnaval de Cajazeiras deste ano

Por Jocivan Pinheiro

14/02/2017 às 16h10 • atualizado em 14/02/2017 às 16h37

Não é de hoje que a cidade de Cajazeiras é um celeiro musical para o mercado local, regional e estadual. Atualmente existe aproximadamente 20 bandas de vários ritmos, do pagode ao rock, que durante todo o ano abrilhantam diversos eventos realizados em várias casas de show da região.

Toda essa visibilidade em torno dos artistas da terra faz com que eles criem expectativas de que na época do carnaval sejam contratados com prioridade para animar a festa na cidade. Vale lembrar que o carnaval de Cajazeiras é considerado o maior do Estado.

Porém, tem sido comum artistas cajazeirenses expressarem insatisfação com a programação deste ano, pois, segundo eles, bandas de cidades vizinhas como Sousa, São João do Rio do Peixe e Uiraúna tiveram prioridade na contração em detrimento das ‘pratas da casa’.

⇒ Carnaval de Sousa é anunciado em coletiva de imprensa e folia de rua terá 7 dias

⇒ Barraqueiros vão pagar taxa no ‘corredor’, e camarotes serão privados no Carnaval de Cajazeiras

Nêgo Gê, vocalista da banda Pagodão SA

O vocalista da banda Pagodão SA, Nêgo Gê, e o cantor Cigano do Arrocha fizeram essa crítica. Nêgo Gê insinuou que o prefeito não conhece os artistas da cidade, e reclamou do fato de a maioria das bandas ser de forró e não de ritmos carnavalescos.

– É triste, não pelas bandas que estão vindo de Sousa e São João, mas por não ter ninguém da cidade. Aqui tem muita qualidade musical. Parece que o prefeito não é de Cajazeiras, não gosta de Cajazeiras, porque ele não colocou ninguém da cidade. E é brincadeira o que fazem com a música porque, como sempre, o evento se torna não um carnaval, mas um evento de forró. Essa questão de prestigiar os de fora e não os de casa é preocupante – comentou o músico.

Cantor Cigano do Arrocha

Cigano do Arrocha também demonstrou descontentamento em relação à programação musical do carnaval de Cajazeiras. Assim como Nêgo Gê, ele destacou a qualidade musical das bandas locais.

– Eu não estou vendo Cajazeiras como terra da cultura, porque o prefeito prometeu no palanque as bandas de Cajazeiras, da terra, mas não tem nenhuma banda, as bandas que vieram foi de Sousa, São João e Uiraúna. Tem muitas bandas boas em Cajazeiras, mas ele não coloca. A gente fica decepcionado com essas coisas.

José Anchieta, secretário de Articulação Política do município

Secretário rebate as críticas

Por outro lado, o secretário de Articulação Política do município, José Anchieta, considerou as críticas dos músicos injustas, pois, segundo ele, vários artistas de Cajazeiras estarão animando o corredor da folia, as praças alternativas e os blocos de rua.

Anchieta ressalta que das 12 bandas que vão tocar na Praça do Rock, pelo menos oito são de Cajazeiras. Já a Praça do Frevo será animada pela Orquestra Santa Cecília, também da cidade. E para o corredor da folia há quatro bandas de Cajazeiras na programação.

Sobre algumas atrações terem ficado de fora, ele alega que Cajazeiras tem muitas bandas e não dá para encaixar todas numa só programação.

– Cajazeiras hoje é uma cidade que tem muitas bandas e infelizmente não podemos colocar todas numa programação do carnaval. Não há nenhuma discriminação. O fato é que nós não podemos aproveitar todas as atrações da cidade porque são muitas.

DIÁRIO DO SERTÃO

CACHOEIRA DOS ÍNDIOS

VÍDEO: Ex-prefeito rompe o silêncio, fala de derrota e lamenta promessa não cumprida de atual gestor

ENTREVISTA

VÍDEO: Do vício em jogo à fama, ‘Rei das Tapiocas’ de Cajazeiras conta trajetória no programa Xeque-Mate

MARIA CALADO NA TV

Programa Maria calado na TV recebe os Quentes da Pegada da cidade de São João do Rio do Peixe

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa Em Continência ao Senhor Jesus com a participação do Sargento Souza e Marcos Alan