header top bar

section content

EITA! Sem ter a quem recorrer e cansados de procurar o prefeito de São João do Rio do Peixe, população denuncia esgotos estourados e risco de acidentes e doenças; Morador improvisa conserto com sua pá e a enxada

Segundo os moradores, quando chove a situação piora porque os esgotos estão estourados e a terra vira lama, provocando risco.

Por Jocivan Pinheiro

23/03/2017 às 17h11 • atualizado em 24/03/2017 às 08h28

Após visita da equipe da TV Diário do Sertão ao conjunto habitacional Padre Luís Gualberto, na cidade de São João do Rio do Peixe, quando moradores mostraram a situação das ruas do conjunto e cobraram providências da prefeitura, o secretário municipal de Infraestrutura, José Geraldo de Abreu, enviou uma equipe de operários com maquinário para fazer aterramento e terraplanagem no local.

Veja mais!

+ População de São João do Rio do Peixe faz campanha para salvar prédio histórico do vandalismo

+ População de São João do Rio do Peixe diz que prefeito se esconde do povo após se mudar para JP e reclama de lixo e abandono: “Prefeito é do Japão; Tá aqui não”. VÍDEO!

As imagens feitas pela TV Diário do Sertão antes da terraplanagem mostram as ruas bastante esburacadas. Segundo os moradores, quando chove a situação piora porque os esgotos estão estourados e a terra vira lama, provocando risco de acidentes com veículos e pedestres.

O agricultor Erivan Souza aterra buracos na porta da sua casa

Cansado de esperar pela intervenção da prefeitura, o agricultor Erivan Souza colocou a pá e a enxada nas mãos e tentou preencher os buracos em frente à sua casa para amenizar a situação.

“Estamos tampando para ajudar um pouco, já que a prefeitura não faz. A gente precisa dela para fazer as coisas aqui, mas não está fazendo nada, nem sequer botar um aterro para ajeitar.”

Risco de acidentes em buracos aumenta com as chuvas

O servidor público Lusimar Mendes diz que o prefeito estaria residindo na capital do estado, por isso nunca é encontrado em São João do Rio do Peixe para dialogar com a comunidade que, segundo ele, está sempre solicitando serviços no conjunto.

“A gente faz um apelo ao prefeito para ele mandar calçar nosso conjunto. É um conjunto de paz, muito alegre, mas os esgotos estão todos estourados. Segundo estamos sabendo, ele não está morando nem na cidade, está morando em João Pessoa, e o povo atrás dele. Quando chega na prefeitura, é só dizendo ‘Tá não’. Eu acredito que ele é do Japão, porque quando nós chega na prefeitura: ‘O prefeito tá aqui? ‘Tá não'”, ironiza o morador.

O servidor público Lusimar Mendes diz que os moradores não conseguem falar com o prefeito

Secretário nega cobrança dos moradores

Em contato com nossa reportagem, o secretário municipal de Infraestrutura, José Geraldo de Abreu, disse que não foi procurado pelos moradores para resolver o problema. Mesmo assim, sabendo da situação emergencial do conjunto, se prontificou em autorizar a obra no local. José Geraldo alega ainda que as ruas do conjunto habitacional Padre Luís Gualberto ficam esburacadas sempre que chove.

“Eles nunca me procuraram. Se viesse até a minha pessoa e procurasse, seria muito mais fácil para resolver. A gente só faz um serviço de acordo com a área que está mais estragada. Toda chuva que vem, sempre abre valas na rua. A rua é de descida e um pouco acidentada. Não tem como dar assistência no período de inverno, mas a gente está botando um material lá.”.

DIÁRIO DO SERTÃO

A FAVOR DA REFORMA

Empresário diz que Justiça do Trabalho só penalizava os patrões e chama a CLT de ‘excrescência jurídica’

DA REGIÃO DE CAJAZEIRAS

VÍDEO: Do assassinato do pai ao sucesso na política, prefeito conta trajetória de superação no Interview

'AULÃO SOLIDÁRIO'

VÍDEO: Ordem DeMolay de Cajazeiras promove aulão gratuito preparatório para o ENEM; veja como participar

ENTRETENIMENTO

Maria Calado na TV com os integrantes do espetáculo “Trinca mas não quebra” e o cantor Lucas Soares