header top bar

section content

Corpo de guarda municipal morta em acidente na BR-230 é enterrado, na PB

Acidente entre carro e caminhão-cegonha deixou duas pessoas mortas. Ana Carolina Colaço Vasconcelos, de 33 anos, morreu no local da colisão.

Por Priscila Belmont

30/03/2017 às 17h32

Ana Carolina Colaço, guarda municipal de 33 anos, não resistiu ao impacto e morreu no local do acidente (Foto: Reprodução/TV Cabo Branco)

O enterro da guarda municipal Ana Carolina Colaço Vasconcelos, 33 anos, morta em um acidente entre um carro e um caminhão-cegonha na BR-230, em João Pessoa, aconteceu nesta quinta-feira (30), no Cemitério da Boa Senteça, no Varadouro. A colisão deixou dois mortos, segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF).

O carro conduzido pela guarda municipal ficou sem controle, bateu de frente com o caminhão que seguia no sentido contrário e capotou. Após o acidente, o trânsito ficou interrompido no trecho da BR-230 por quase 3 horas.

O corpo da outra vítima, o motorista de caminhão Vitor Rodolfo de Lima Vitorino Miranda, foi liberado da Gerência Executiva de Medicina e Odontologia Legal (Gemol) na manhã desta quinta e vai ser encaminhado para Natal, no Rio Grande do Norte.

Ainda de acordo com a família de Ana Carolina, ela seguia para um treinamento da Guarda Municipal que iria acontecer no Centro de Ensino da Polícia Militar, no bairro de Mangabeira. Ela seguia no carro particular. José Severino de Figueiredo, comandante da Guarda Municipal de João Pessoa, comentou que Ana Carolina seguia de casa para o treinamento.

O condutor do caminhão estava carregando dois carros e um deles soltou na hora do acidente. O carro que caiu do caminhão ficou no acostamento e teve boa parte da dianteira e lateral do veículo destruída. O que ainda ficou no cegonha também sofreu danos. Segundo levantamento da PRF, o trecho onde ocorreu o acidente, já foi considerado um dos dez mais perigosos do Brasil e ainda é o mais perigoso da Paraíba.

Segundo informações da Prefeitura de João Pessoa, Ana Carolina tinha 33 anos e deixou dois filhos. Ela trabalhava na Guarda Municipal, no grupo de Ação Ambiental do Parque Arruda Câmara (Bica), onde o corpo foi velado.

A prefeitura de João Pessoa emitiu uma nota de pesar e se coloca à disposição para auxiliar a família em tudo que for necessário neste momento. “É com profundo pesar que recebemos a notícia da trágica e prematura morte de Ana Carolina Colaço Vasconcelos, guarda municipal da Prefeitura de João Pessoa. E também com a morte de Vitor Rodolfo de Lima Vitorino Miranda. Nos solidarizamos com suas famílias e seus amigos, pedindo que Deus conforte seus corações e dê forças para transformar a dor da perda em esperança. Transmitimos os nossos mais profundos sentimentos de pesar”, diz a nota.

G1

DIÁRIO ESPORTIVO

Tudo sobre as novas contratações e a preparação dos times para o Campeonato Paraibano 2018

PSICOLOGIA NO AR

VÍDEO: Psicólogos debatem comportamento do ‘stalker’ nas redes sociais e quando o amor se torna obsessão

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa: Em Continência ao Senhor Jesus com os membros da Igreja Batista Independente

MARIA CALADO NA TV

Com muita irreverência, banda Gata Dengosa estoura a audiência no programa Maria Calado na TV; ASSISTA!