header top bar

section content

Criança de sete anos fica sem andar após cirurgia para retirada de tumor no cérebro e mãe pede “pelo amor de Deus” ajuda para fisioterapia e cadeira de rodas. “Não posso carregá-la no colo”

"Gostaria de pedir uma cadeira de rodas porque ela é muito pesada e não estou mais podendo levá-la nos braços" contou a mãe da pequena Maria Ângela.

Por Luzia de Sousa

21/06/2017 às 17h41 • atualizado em 21/06/2017 às 17h42

Maria Ângela precisa de ajuda (Foto: Arquivo Pessoal)

A agricultora Maria Cleide Salviano, que residia no Sítio Pitombeira, município de Piancó, no Sertão da Paraíba entrou em contato com a redação do Diário do Sertão para pedir ajuda para sua filha, Maria Ângela, de 7 anos de idade.

De acordo com a mãe, Maria Ângela passou por uma cirurgia para retirada de um tumor no cérebro, o que a deixou impossibilitada de andar e desde então teve que se mudar com toda família para a cidade de João Pessoa, pois a menor tem que se submeter a quimioterapia uma vez por semana no hospital Laureano.

De acordo com a agricultora, sua situação é difícil, pois o esposo sofre de depressão e Maria Ângela é muito apegada ao pai, por isso resolveu se mudar com toda família para a capital.

A família de Cleide é composta por cinco pessoas, ela, o esposo e três filhos, sendo todos desempregados. De acordo com a agricultora, conta com os benefícios do esposo de Ângela, porém, são insuficientes, pois o custo de vida da capital é muito alto.

Pedido
Cleide contou que a filha precisa fazer fisioterapia para voltar a anda, e foi encaminhada para realizar as sessões na Unipê, porém, não iniciou ainda porque não tem condições de pagar o transporte para levar a filha.

Ela explicou também que Ângela é muito pesada, está com 21 kg, e isso está dificultando carregá-la nos braços, pois não tem cadeiras de rodas.

“Gostaria de pedir uma cadeira de rodas porque ela é muito pesada e não estou mais podendo levá-la nos braços” contou Cleide.

Apoio
A sertaneja disse que não tem apoio de ninguém, apenas recebeu referente a dois meses de aluguel da prefeitura e depois disso nada amais.
O outro lado

Para ajudar
Quem puder ajudar a família pode ligar para (83) 9.93443238 ou se comunicar pelo WhatsApp (83) 9. 9328-7869.

O outro lado
A redação do Diário do Sertão tentou ouvir o secretários de saúde, Antonio Leite e o prefeito da cidade, Daniel Galdino (PSD), porém, não atenderam as ligações, entretanto, o espaço fica aberto caso a gestão deseje se pronunciar.

DIÁRIO DO SERTÃO

CACHOEIRA DOS ÍNDIOS

VÍDEO: Ex-prefeito rompe o silêncio, fala de derrota e lamenta promessa não cumprida de atual gestor

ENTREVISTA

VÍDEO: Do vício em jogo à fama, ‘Rei das Tapiocas’ de Cajazeiras conta trajetória no programa Xeque-Mate

MARIA CALADO NA TV

Programa Maria calado na TV recebe os Quentes da Pegada da cidade de São João do Rio do Peixe

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa Em Continência ao Senhor Jesus com a participação do Sargento Souza e Marcos Alan