header top bar

section content

Mais de 9 mil processos são reduzidos na Comarca de Sousa em três anos; A média da Comarca é de 93,21% de julgamento. CONFIRA!

Os dois Juizados Especiais cumpriram 100% da Meta 02 do CNJ.

Por Luzia de Sousa

03/07/2017 às 14h43 • atualizado em 03/07/2017 às 14h45

Fórum da cidade de Sousa

Em pouco mais de três anos, a Comarca de Sousa, composta por 07 Varas e 02 Juizados Especiais, e, atualmente, com cinco juízes titulares, promoveu uma redução de mais de nove mil processos. “Em 2014, tinha, no acervo, 22.314 processos, com uma distribuição anual de 6.567 ações e, hoje, conta com 13.090 feitos”, ressaltou o juiz-diretor do Fórum, Jeremias de Cássio Carneiro de Melo.

Segundo dados fornecidos pela Diretoria de Gestão Estratégica do Tribunal de Justiça da Paraíba, por meio da sua Gerência de Pesquisas Estatísticas, no ano de 2014, a Comarca possuía 22.314 processos ativos, com uma distribuição anual de 6.567 novas ações. Em 2015, conforme já noticiado (v. http://www.tjpb.jus.br/comarca-de-sousa-arquiva-mais-de-dez-mil-processos-m-quase-dois-anos/), foram distribuídos 6.228 processos físicos, sendo proferidas 7.571 sentenças, com redução geral do acervo processual de 4.037 processos.

Ainda de acordo com informações da Diretoria de Gestão Estratégica, a Comarca de Sousa reduziu, no primeiro semestre de 2017, ainda mais o acervo de processos e atingiu a expressiva diminuição para 13.090 ações em tramitação, contando processos físicos e eletrônicos (PJe).

Para o diretor do Fórum, juiz Jeremias, em que pese mantida a distribuição média anual de mais de seis mil processos e reduzido o número de magistrados em razão de remoção, a Comarca, este ano, com o esforço dos servidores e juízes, conseguiu reduzir o número de ações.

“Isso significa que a Comarca teve, em razão de sentenças e arquivamentos, mesmo com a constância da distribuição de novas ações (6.283 na média anual), uma diminuição de 41,33% do acervo total de processos, que, hoje, corresponde a apenas 58% do conjunto existente no final de 2014”, enfatizou o juiz-diretor.

O magistrado destacou, também, que a Comarca de Sousa cumpriu todas as metas previstas pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), notadamente a Meta 02, que objetiva o julgamento de mais processos do que os distribuídos no ano corrente, em percentual mínimo de 80%. “Até este momento, a média da Comarca é de 93,21% de julgamento, destacando que os dois Juizados Especiais cumpriram os 100% da meta”, concluiu.

Por fim, o juiz registra que as metas do CNJ do ano 2017 para as ações de improbidade administrativa (Meta 04) e as ações coletivas (Meta 06) também já foram atingidas por todas as unidades judiciárias somente neste primeiro semestre, estando, atualmente, em números de processos julgados, com média de 92,57% e 92,66%, respectivamente.

Assessoria

Tags:
EMPODERAMENTO

VÍDEO: Associação dos Ciclistas de Cajazeiras promove neste final de semana pedal dedicado às mulheres

OUTRO LADO

Secretário de saúde diz que verbas federais serão mantidas e que o SAMU de Cajazeiras não vai fechar

PRECONCEITO

EM CAJAZEIRAS: Gari revela que as pessoas negam água e restaurantes proíbem entrada para comprar marmita

ABANDONADO

VÍDEO: Após saber da morte da mãe, homem passa fome nas ruas de Cajazeiras e faz apelo emocionante para voltar pra casa