header top bar

section content

AJUDE! Amigos fazem apelo nas redes sociais para jovem Sousense que tem leucemia receber doação de medula óssea. Veja como ajudar!

Para o doador, a doação será apenas um incômodo passageiro, mas para o doente, será a diferença entre a vida e a morte.

Por Campelo - Diário do Sertão em Sousa

06/07/2017 às 20h46 • atualizado em 06/07/2017 às 21h54

Jovem precisa de um transplante de médula para concluir tratamento

A jovem sousense Michelly Gonçalves Augusto através das redes sociais iniciou uma campanha para conseguir uma medula óssea compatível para transplante.

Michelly tem 21 anos, é natural da cidade de Sousa, Sertão do estado e atualmente mora no Ceará, foi diagnosticada com leucemia, e fez um tratamento com quimioterapia, mas infelizmente não teve evolução no quadro clínico.

Nas redes sociais, amigos e familiares iniciaram uma campanha para doação de médula. Qualquer pessoa entre 18 e 55 anos com boa saúde poderá doar medula óssea. É retirada do interior de ossos da bacia, por meio de punções, e se recompõe em apenas 15 dias. Os doadores preenchem um formulário com dados pessoais e é coletada uma amostra de sangue com 5ml para testes. Estes testes determinam as características genéticas que são necessárias para a compatibilidade entre o doador e o paciente.

Os dados pessoais e os resultados dos testes são armazenados em um sistema informatizado que realiza o cruzamento com dados dos pacientes que estão necessitando de um transplante.
Em caso de compatibilidade com um paciente, o doador é então chamado para exames complementares e para realizar a doação.

As chances de encontrar uma medula compatível é, em média, de 1 em 100 mil. Para o doador, a doação será apenas um incômodo passageiro, mas para o doente, será a diferença entre a vida e a morte.

Para fazer a sua doação, basta procurar o hemonucleo mais perto.

DIÁRIO DO SERTÃO

PSICOLOGIA NO AR

PERIGO: Médico neurologista faz importante alerta para quem usa remédios tarja preta para dormir

OPINIÃO CONTUNDENTE

EM DECADÊNCIA?: Ex-radialista compara as rádios de Cajazeiras a ‘relacionamento que perdeu o sabor’

QUER APROVAÇÃO?

ENEM 2018: Cursinho inova em Cajazeiras com grande equipe de professores e dinâmica moderna de ensino

PARA A ETERNIDADE

VÍDEO: Programação de 70 anos do Atlético começa com exposição histórica que promete encantar Cajazeiras