header top bar

section content

VÍDEO: Sindicato diz que, por causa de dívida do Daesa, Cagepa ameaça fechar em Sousa e abrir em Pombal

Presidente e vice do SINDIAGUA-PB disseram que o Daesa está falido e não cumpre com as obrigações de tratamento, distribuição de água e manutenção de esgotos

Por Jocivan Pinheiro

10/08/2017 às 18h48 • atualizado em 10/08/2017 às 18h52

O presidente e o vice do SINDIAGUA-PB, sindicato que defende os trabalhadores da Cagepa, estiveram no Alto Sertão do Estado para discutir com a população, com os trabalhadores e com a diretoria a situação do Daesa – Departamento de Águas e Esgotos e Saneamento Ambiental de Sousa. As críticas ao órgão municipal e os alertas à população são contundentes por parte dos representantes do SINDIAGUA-PB.

Em entrevista à TV Diário do Sertão, o presidente do sindicato, José Reno de Sousa, e o vice Geraldo Quirino da Costa disseram que o Daesa está falido, não cumpre com as obrigações de tratamento, distribuição de água e manutenção da rede de esgotos – a pior da Paraíba, segundo eles – e está deixando esses serviços a cargo da Cagepa, por isso a companhia estadual ameaça fechar o escritório regional de Sousa e se transferir para Pombal.

VEJA TAMBÉM: Prefeito de Sousa anuncia asfaltamento de ruas e melhorias no Daesa

Presidente e vice do SINDIAGUA-PB

O presidente José Reno afirma que a Cagepa está gastando 500 mil reais por mês com serviços de tratamento e controle de qualidade da água, e que o Daesa já está devendo cerca de R$ 67 milhões à companhia. Para José Reno, nenhum município brasileiro tem condições de administrar bem a captação, o tratamento e a distribuição de água, por isso ele é contra a municipalização do líquido como acontece em Sousa.

“Nós somos totalmente contra a municipalização e a privatização da água. Água não é mercadoria, água é vida, e tem que estar na mão do Estado. Portanto somos absolutamente contra qualquer evento nesse sentido”, disse.

Já o vice-presidente do sindicato conta que o representante do Daesa está evitando discutir sobre o assunto, mas que a municipalização da água em Sousa está com os dias contados.

“Ele tem se esquivado de fazer essa discussão. Mas a possibilidade de continuar municipalizada em Sousa é remota, tendo em vista que a empresa não está tendo condições de manter os serviços que a população merece.”

DIÁRIO DO SERTÃO

ENTREVISTA

VÍDEO: Do vício em jogo à fama, ‘Rei das Tapiocas’ de Cajazeiras conta trajetória no programa Xeque-Mate

MARIA CALADO NA TV

Programa Maria calado na TV recebe os Quentes da Pegada da cidade de São João do Rio do Peixe

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa Em Continência ao Senhor Jesus com a participação do Sargento Souza e Marcos Alan

DIÁRIO ESPORTIVO

Diário Esportivo recebe os organizadores do 1º Eco pedal e o garoto prodígio do futebol Luiz Felipe