header top bar

section content

Volumes dos açudes do estado somam apenas 10,37% da capacidade total, aponta Aesa

Dos 127 mananciais monitorados, 62 estão em estado crítico e apenas um está sangrando.

Por Campelo - Diário do Sertão em Sousa

03/01/2018 às 09h56

Açude de São Gonçalo está com menos de 13% de sua capacidade total (Foto: Diário do Sertão)

m levantamento feito com base na capacidade total dos açudes da Paraíba e o volume atual deles mostra que o estado está entrado no ano de 2018 com apenas 10,37% de água em seus reservatórios. Os dados foram levantados junto a Agência Executiva de Gestão de Águas da Paraíba (Aesa). Dos 127 mananciais monitorados, 62 estão em estado crítico (com menos de 5%) e apenas um está sangrando.

De acordo com os dados da Aesa, somando a capacidade total de todos os açudes monitorados pela agência, a Paraíba tem condições de armazenar até 3.783.915.864 de metros cúbicos de água. Mas, com base na soma dos últimos levantamentos de volumes feitos, juntos os 127 açudes estão com 392.648.584 metros cúbicos de água, o que corresponde a 10,37% do potencial total.

Ainda segundo os dados da Aesa, dos 127 açudes, 62 deles estão em estado crítico, por estarem com menos de 5% da capacidade total, e 35 estão em situação de observação, pois estão com menos de 20% do volume total de água.

O único açude que está com 100% da capacidade é o São José, em Monteiro, no Cariri, que está sangrando. Mas, isso só está ocorrendo pelo fato dele está recebendo as águas da tranposição do Rio São Francisco. Entre os açudes monitorados, 16 deles estão com 0%.

Coremas
Um dos açudes que está em situação crítica é o de Coremas, no Sertão, que é o maior da Paraíba, e tem capacidade para armazenar 591.646.222 m³. Segundo a Aesa, ele está com apenas 24.545.352 m³, o que equivale a 4,15% do volume total.

Boqueirão
O açude Epitácio Pessoa, conhecido como açude de Boqueirão, no Cariri paraibano, mesmo recebendo recarga das águas da transposição do Rio São Francisco desde 18 de abril de 2017, está com apenas 9,66% da capacidade total. Ele abastece Campina Grande e outras 18 cidades do Agreste.

Alto Sertão
O açude de São Gonçalo, em Sousa, no Sertão, está com 14,09% da capacidade total. Dos 44,6 milhões de m³ que pode armazenar, ele está com apenas 6.286.140 m3.

Já na cidade Cajazeiras, o açude Engenheiro Ávidos está em situação crítica, com 3,3% do volume total. Ele tem capacidade para 255 milhões de m³, mas está com pouco mais de 8,4 milhões de m³.

PORTAL DIÁRIO com G1PB

“Boca Quente” fala sobre Nilvan, Josival, Gutemberg e narra fato que mais lhe chamou atenção na área policial

PROGRAMA XEQUE-MATE

VÍDEO: Padre e missionários falam sobre recuperação de dependentes químicos na região de Cajazeiras

DIÁRIO ESPORTIVO

Ao lado de grandes nomes da imprensa, Diário Esportivo debate as rodadas da Série C e D do Paraibano

PARTIU PARA O ATAQUE

VÍDEO: Júnior Araújo diz que José Aldemir vai perseguir servidores que não apoiarem campanha de Paula