header top bar

section content

EXEMPLO: Prefeito do Sertão cancela carnaval e anuncia uso do dinheiro para perfurar poços artesianos

“Prioridade no município é minimizar a crise hídrica, com a perfuração imediata de poços dentre outras ações importantes", disse o gestor

Por Luzia de Sousa

08/02/2018 às 08h40

Prefeito cancela festividades de carnaval

A prefeitura de São Mamede, Sertão da Paraíba canelou esta semana, as prévias e o carnaval da cidade. O comunicado foi feito através do site oficial da prefeitura sertaneja.

O prefeito Umberto Jefferson (DEM), preferiu usar o dinheiro que seria gasto com a folia para perfuração de poços artesianos.
De acordo com o chefe do executivo municipal, o dinheiro economizado com o cancelamento da festa, cerca de R$ 20 mil, vai ser usado em obras e promoção de eventos educativos.

“Prioridade no município é minimizar a crise hídrica, com a perfuração imediata de poços dentre outras ações importantes que já vem sendo desenvolvidas”, afirmou o prefeito.

Além da perfuração de novos poços em vários pontos da cidade, o dinheiro vai servir para intensificar a obra da Escola Professora Fildani e em ações da Saúde, a exemplo do novo evento em Distrofia de Cinturas, marcado para 24 de fevereiro.

De acordo com Umberto, a cidade não tem tradição de carnaval e assim a população fica livre para brincar nas demais localidades vizinhas. São Mamede possui aproximadamente 7,7 mil habitantes conforme estimativa populacional de 2017 feita pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O município fica acerca de 283 km de João Pessoa.

Cidade de São Mamede, no Sertão da Paraíba

DIÁRIO DO SERTÃO

“Boca Quente” fala sobre Nilvan, Josival, Gutemberg e narra fato que mais lhe chamou atenção na área policial

PROGRAMA XEQUE-MATE

VÍDEO: Padre e missionários falam sobre recuperação de dependentes químicos na região de Cajazeiras

DIÁRIO ESPORTIVO

Ao lado de grandes nomes da imprensa, Diário Esportivo debate as rodadas da Série C e D do Paraibano

PARTIU PARA O ATAQUE

VÍDEO: Júnior Araújo diz que José Aldemir vai perseguir servidores que não apoiarem campanha de Paula