header top bar

section content

Comentarista faz duras críticas ao TAC que acaba com carnaval às 22h. “Está cerceado o direito de brincar”

TAC celebrado entre Ministério Público, Prefeitura e órgãos de segurança determina que o ‘carnaval de rua’ de Cajazeiras só pode acontecer até as 22h

Por

21/01/2016 às 16h05

O Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) celebrado entre o Ministério Público, a Prefeitura e órgãos de segurança pública, determinando que o ‘carnaval de rua’ de Cajazeiras só pode acontecer até as 22h, está revoltando grande parte da população.

Para muitos, existe uma campanha silenciosa esforçada em extinguir de vez com as festas carnavalescas nas ruas da cidade, limitando o folião apenas ao corredor da folia na Agrovila, que este ano será totalmente privado.

VEJA TAMBÉM

► Advogado diz que MP sepultou Carnaval e instaurou 'toque de recolher em Cajazeiras’

► Carnaval de Cajazeiras terá áreas VIP, Prime e entrada pode sofrer aumento

► Vereador defende 'Praça dos Blocos' no Carnaval e diz que se tentarem tirar, vai ter briga

O colunista do Direto ao Ponto, Jarismar Pereira, também critica duramente a decisão e vê a medida como uma espécie de censura. Ele questiona o que teria motivado a celebração do TAC.

Se a justificativa tem a ver com perturbação do sossego, ele recorda que há poucos anos a grande festa era realizada em plena Avenida Coronel Juvênio Carneiro, uma das principais do Centro da cidade, e ninguém reclamava.

“Houve algum equívoco que devia ter sido debatido amplamente com o pessoal que faz esse carnaval alternativo e com o Ministério Público, porque parece que está cerceado o direito das pessoas brincarem na maior festa popular do Brasil”, reclama Jarismar.

DIÁRIO DO SERTÃO

NO CALDEIRÃO POLÍTICO NA TV

Advogado fala da profissão, discute política e diz que Luciano Cartaxo é favorito nas eleições de 2018

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa Em Continência ao Senhor Jesus com o Ministério de Louvor: Fonte de água da vida

SAÚDE MENTAL

VÍDEO: “Psicologia no Ar” reestreia na TV debatendo as dúvidas e estereótipos que os psicólogos carregam

ENTREVISTA

VÍDEO: Com demonstrações ao vivo, fisioterapeuta cajazeirense explica como funciona a Quiropraxia