header top bar

section content

Casa aparece dentro de açude que possui apenas 2,8 % de volume d’água. Vídeo e fotos!

Com o baixo volume de água os bancos de areia já são visíveis, essa é a crise hídrica que atinge o maior reservatório de Sousa

Por

06/01/2016 às 16h27

Com o problema da falta de chuvas na região de Sousa, no Sertão da Paraíba, a crise hídrica se agrava ainda mais e deixa o sertanejo preocupado com a falta do líquido precioso. A reportagem do Portal e TV Online Diário do Sertão esteve nesta quarta-feira (6) no açude de São Gonçalo, manancial que abastece as cidades de Sousa, Marizópolis, parte de Nazarezinho, além do Distrito de São Gonçalo e os Núcleos Habitacionais.  
 

De acordo com dados da AESA (Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado da Paraíba), São Gonçalo que tem capacidade total de 44.600.00 m³ está com apenas 1.257.120m³, ou seja, 2,8%. 
 
Com o baixo volume de água os bancos de areia já são visíveis, deixando exposta a atual crise hídrica que atinge o maior reservatório da região de Sousa.
 

Diante do cenário do baixo volume do manancial, a reportagem do Diário do Sertão constatou uma construção da época da construção do açude. Trata-se de uma casa com uma laje que antes era submersa devido às aguas do açude. De acordo com informações, o lugar serviu de casa de força e local para armazenar material para construção do açude.
 
O fato só pode ser constatado pela primeira vez porque o manancial nunca ficou com nível tão baixo. Em entrevista à nossa reportagem, o aposentado Valdemir Quirino disse que nunca viu São Gonçalo tão seco. "Essa casa foi usada pelos operários que ajudaram a erguer essa maravilha que é esse açude, foi uma surpresa para todos nós do Distrito de São Gonçalo ver esse fato histórico que infelizmente através do nível baixo é possível visualizar", disse.  

De acordo com dados históricos, no início do século 20 em meados de 1932 o Governo do Presidente Getúlio Vargas idealizou a construção do açude de São Gonçalo com o objetivo de sanar as deficiências hídricas dos sertanejos da região de Sousa.
 
Com a implantação do projeto de construção do açude aconteceu um relevante desenvolvimento para  a distribuição de água potável de qualidade para a cidade de Sousa. O açude viria ser um grande referencial para suprir as necessidades, aliado aos Rios Piranhas e Rio do Peixe que abraçam Sousa.
 

Dos EUA vieram máquinas e equipamentos de engenharia que escavaram o solo do Sertão e deram a sua contribuição no desenvolvimento e progresso. O açude de São Gonçalo com seus 44.600.000 de m³ foi um marco para a agricultura do Alto Sertão da Paraíba.  A sua inauguração foi um grande acontecimento na Paraíba e teve a presença do Presidente da República Getúlio Vargas, que se hospedou no perímetro de São Gonçalo, numa residência construída para a ocasião e chamada de Catete, em homenagem ao Palácio do Catete, sede do governo no Rio de Janeiro, residência oficial do Presidente da República. 
 

DIÁRIO DO SERTÃO

ENTREVISTA

VÍDEO: Programa Psicologia no Ar recebe professor doutor de Cajazeiras pra falar sobre Psicologia Social

INTERVIEW

VÍDEO: Autor do filme “Memória Bendita” fala sobre os desafios de promover cultura na região de Sousa

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa: Em Continência ao Senhor Jesus com os membros da Igreja Fonte de Água da Vida

MARIA CALADO NA TV

Maria Calado na TV recebe diretamente do Rio Grande do Norte, Fábio Carvalho; CONFIRA!