header top bar

section content

Casa aparece dentro de açude que possui apenas 2,8 % de volume d’água. Vídeo e fotos!

Com o baixo volume de água os bancos de areia já são visíveis, essa é a crise hídrica que atinge o maior reservatório de Sousa

Por

06/01/2016 às 16h27

Com o problema da falta de chuvas na região de Sousa, no Sertão da Paraíba, a crise hídrica se agrava ainda mais e deixa o sertanejo preocupado com a falta do líquido precioso. A reportagem do Portal e TV Online Diário do Sertão esteve nesta quarta-feira (6) no açude de São Gonçalo, manancial que abastece as cidades de Sousa, Marizópolis, parte de Nazarezinho, além do Distrito de São Gonçalo e os Núcleos Habitacionais.  
 

De acordo com dados da AESA (Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado da Paraíba), São Gonçalo que tem capacidade total de 44.600.00 m³ está com apenas 1.257.120m³, ou seja, 2,8%. 
 
Com o baixo volume de água os bancos de areia já são visíveis, deixando exposta a atual crise hídrica que atinge o maior reservatório da região de Sousa.
 

Diante do cenário do baixo volume do manancial, a reportagem do Diário do Sertão constatou uma construção da época da construção do açude. Trata-se de uma casa com uma laje que antes era submersa devido às aguas do açude. De acordo com informações, o lugar serviu de casa de força e local para armazenar material para construção do açude.
 
O fato só pode ser constatado pela primeira vez porque o manancial nunca ficou com nível tão baixo. Em entrevista à nossa reportagem, o aposentado Valdemir Quirino disse que nunca viu São Gonçalo tão seco. "Essa casa foi usada pelos operários que ajudaram a erguer essa maravilha que é esse açude, foi uma surpresa para todos nós do Distrito de São Gonçalo ver esse fato histórico que infelizmente através do nível baixo é possível visualizar", disse.  

De acordo com dados históricos, no início do século 20 em meados de 1932 o Governo do Presidente Getúlio Vargas idealizou a construção do açude de São Gonçalo com o objetivo de sanar as deficiências hídricas dos sertanejos da região de Sousa.
 
Com a implantação do projeto de construção do açude aconteceu um relevante desenvolvimento para  a distribuição de água potável de qualidade para a cidade de Sousa. O açude viria ser um grande referencial para suprir as necessidades, aliado aos Rios Piranhas e Rio do Peixe que abraçam Sousa.
 

Dos EUA vieram máquinas e equipamentos de engenharia que escavaram o solo do Sertão e deram a sua contribuição no desenvolvimento e progresso. O açude de São Gonçalo com seus 44.600.000 de m³ foi um marco para a agricultura do Alto Sertão da Paraíba.  A sua inauguração foi um grande acontecimento na Paraíba e teve a presença do Presidente da República Getúlio Vargas, que se hospedou no perímetro de São Gonçalo, numa residência construída para a ocasião e chamada de Catete, em homenagem ao Palácio do Catete, sede do governo no Rio de Janeiro, residência oficial do Presidente da República. 
 

DIÁRIO DO SERTÃO

'AULÃO SOLIDÁRIO'

VÍDEO: Ordem DeMolay de Cajazeiras promove aulão gratuito preparatório para o ENEM; veja como participar

ENTRETENIMENTO

Maria Calado na TV com os integrantes do espetáculo “Trinca mas não quebra” e o cantor Lucas Soares

ALÍVIO

VÍDEO: Presidente da OAB de Cajazeiras afirma que a Comarca de Bonito de Santa Fé não será mais fechada

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa com a participação dos membros da Igreja Rei dos Reis