header top bar

section content

Hospital fechado, 11 meses de salários atrasados e greve dos servidores da saúde marcam 2016 no Sertão

A prefeitura não estava conseguindo pagar aos servidores do hospital há 11 meses, além do 13º salário que também não teria sido pago pela gestão.

Por

06/01/2016 às 15h48

O hospital de Igaracy foi fechado por falta de pagamento aos servidores

O ano de 2016 começou marcado por greves de servidores em protesto pelo atraso salarial na cidade Patos, e fechamento do único hospital da cidade de Igaracy, Sertão do estado. De acordo com o Blog do Hugo, a casa de saúde encontra-se fechada por falta de recursos, pois não é conveniada com o estado e a prefeitura não conseguiu mais custear as altas despesas.

Segundo o blogueiro, a prefeitura não estava conseguindo pagar aos servidores do hospital há 11 meses, além do 13º salário que também não teria sido pago pela gestão. Os médicos também estariam com o mesmo tempo de salários atrasados.

A reportagem do Diário do Sertão tentou entrar em contato com a prefeita Deusaleide Leite, porém, sem êxito.


 

Já em Patos, cerca de 400 servidores da saúde cruzaram os braços protestando pelo atraso salarial de dezembro de 2015. A presidente do SINFEMP, Carmem Soares informou que a classe decidiu em assembleia no mês de dezembro que se a prefeita não pagasse o salário e mais o 13º seria decretada a greve.

A servidora Dulcinéia César denunciou que não há vacina para desempenhar seu trabalho na Unidade de Saúde da Família. 

A Agente Comunitária de Saúde, Valéria Maria denunciou que os nomes dos servidores que contraíram empréstimos consignados estão com nomes negativados junto aos órgãos de proteção ao crédito. “A gente vai uma loja e  chega lá seu nome está sujo”.

A prefeitura informou que realizou acordo com os servidores e a classe concordou retornar ao trabalho, além de explicar que o atraso se deveu ao repasse do governo federal que ainda não aconteceu.

DIÁRIO DO SERTÃO

A FAVOR DA REFORMA

Empresário diz que Justiça do Trabalho só penalizava os patrões e chama a CLT de ‘excrescência jurídica’

DA REGIÃO DE CAJAZEIRAS

VÍDEO: Do assassinato do pai ao sucesso na política, prefeito conta trajetória de superação no Interview

'AULÃO SOLIDÁRIO'

VÍDEO: Ordem DeMolay de Cajazeiras promove aulão gratuito preparatório para o ENEM; veja como participar

ENTRETENIMENTO

Maria Calado na TV com os integrantes do espetáculo “Trinca mas não quebra” e o cantor Lucas Soares