header top bar

section content

Veja: Igreja de Cajazeiras realiza casamento comunitário e padre destaca grande procura

Padre Janilson Rolim, que realizou a cerimônia, explica que para a tradição cristã o casamento na igreja é como uma benção de Deus

Por

29/12/2015 às 11h51

Pelo oitavo ano consecutivo, a Igreja São João Bosco de Cajazeiras realizou o casamento comunitário da paróquia, evento que já se tornou tradição na promoção da união religiosa católica entre casais da região.

Na noite do sábado (26), 14 casais passaram pelo sacramento matrimonial na Paróquia São João Bosco. Desde casais jovens, com apenas cinco anos de união, a casais com até 30 anos de convívio. Muitos deles já possuem registro civil, mas ainda sonhavam em casar na igreja.

VEJA MAIS

► Religiosos de Cajazeiras falam sobre possíveis causas do aumento no número de divórcios

 Depois de 55 anos, casal oficializa união em casamento comunitário de Cajazeiras

Padre Janilson Rolim, que realizou a cerimônia, explica que para a tradição cristã o casamento na igreja é como uma benção de Deus para que o casal possa seguir junto com a permissão divina.

Existe, inclusive, uma preparação de dois dias com os casais para deixá-los ainda mais conscientes da importância do sacramento matrimonial.

“Nós cristãos cremos que a benção de Deus é fundamental. Penso que o homem, reconhecendo a Deus como criador, deve pedir a benção antes de trilhar esses caminhos a dois, gerando novos filhos. Então é um gesto de reverência a Deus antes da vida a dois”, conta.

O casamento comunitário da Paróquia São João Bosco é promovido todos os anos, no mês de dezembro. Segundo Padre Janilson, desde a sua primeira edição já foram realizados 143 casamentos.

DIÁRIO DO SERTÃO

DA REGIÃO DE CAJAZEIRAS

VÍDEO: Do assassinato do pai ao sucesso na política, prefeito conta trajetória de superação no Interview

'AULÃO SOLIDÁRIO'

VÍDEO: Ordem DeMolay de Cajazeiras promove aulão gratuito preparatório para o ENEM; veja como participar

ENTRETENIMENTO

Maria Calado na TV com os integrantes do espetáculo “Trinca mas não quebra” e o cantor Lucas Soares

ALÍVIO

VÍDEO: Presidente da OAB de Cajazeiras afirma que a Comarca de Bonito de Santa Fé não será mais fechada