header top bar

section content

Eita! Prefeito abre o jogo, fala de festa de emancipação privada, investimentos no setor hídrico, e candidatura à reeleição

O prefeito Francisco Dantas Ricarte (Bodinho) participou do programa Olho Vivo da TV Diário do Sertão nesta quinta-feira (24)

Por

25/12/2015 às 16h08

Neste sábado, dia 26 de dezembro, o município de Cachoeira dos Índios completa 54 anos de emancipação política e a data não vai passar sem festa. A prefeitura não vai gastar dinheiro público, mas através de parceria com uma empresa de eventos haverá shows de quatro bandas de forró, e para o evento ser possível a empresa vai cobrar um valor considerado simbólico para a entrada do público.

O prefeito Francisco Dantas Ricarte (Bodinho), durante participação no programa Olho Vivo da TV Diário do Sertão, contou que houve uma espécie de enquete em um programa de rádio onde a população concordou com a realização do evento de forma privada. A festa ficará por conta das bandas Forró do Bole Bole, Pegada do Vaqueiro, Forró de Arromba e Saia Rodada.

Crise hídrica e responsabilidade fiscal: um dos motivos que fez com que o prefeito Bodinho optasse por não bancar a festa com verba pública foi a crise hídrica que o município enfrenta. Segundo ele, o momento é de dar prioridade às ações de combate à seca. O município está investindo em escavação, manutenção e bombeamento de poços artesianos, instalação de chafarizes, entre outras ações hídricas.

Briga no IBGE pelo aumento da população: para que Cachoeira dos Índios enfrente com mais força as crises econômica e hídrica, seria muito importante que o IBGE aceitasse o novo senso populacional que, segundo o prefeito Bodinho, prova que o município tem hoje 10.114 mil habitantes. Se esse número for aceito, Cachoeira terá um aumento significativo no seu FPM (Fundo de Participação dos Municípios). Para tal, Bodinho já entrou com Recurso Administrativo no IBGE e aguarda o resultado.

“Nos últimos 10 anos eu acho que Cachoeira dos Índios foi a cidade que mais cresceu no Sertão da Paraíba. Mas nós ainda administramos uma cidade grande com recursos de cidade pequena”, lamenta.

Candidatura à reeleição é vontade do povo: perguntado se sua candidatura à reeleição é certa, Bodinho colocou a decisão na mão do povo que, segundo ele, será consultado no período das convenções.

“Quando o povo está satisfeito com a administração, você retorna mais uma vez. Eu tenho direito de ser candidato. Nós sabemos o que Cachoeira se desenvolveu nesses últimos dez anos deixando as picuinhas de lado, deixando o lado político e pensando no desenvolvimento daquela cidade. Quando se aproximar as convenções nós vamos ouvir as lideranças, vamos ouvir o povo, se quer a nossa continuação. Se não quer, eu abraço qualquer um que o povo queira.”

DIÁRIO DO SERTÃO

CASA NOVA

Locutor esportivo troca de emissora de rádio em Cajazeiras e revela mágoa: “Tomei uma pancada violenta”

NOVIDADES

VÍDEO: Novo padre da Paróquia São João Bosco confirma que pretende revitalizar a Praça Camilo de Holanda

AO VIVO NA TV

BOMBA! Ator cajazeirense revela que foi estuprado quando era coroinha de igreja: “Fui pra missa chorando” – ASSISTA!

TEM POTENCIAL

VÍDEO: Atleta cajazeirense pede ajuda pra realizar sonho de correr a São Silvestre; veja como patrocinar