header top bar

section content

Jovem que sustenta a família com água de coco diz que o negócio melhorou com crise

Gregório revelou que mesmo em meio à crise, as vendas aumentaram e ele vende em média 140 copos de água de coco por dia

Por

27/11/2015 às 09h01

O sol está cada vez mais quente no Sertão da Paraíba. E para aliviar o calor intenso, nada melhor do que beber água de coco de Sousa que foi apontada por pesquisas divulgadas na internet como a melhor do Brasil.

O jovem sousense, Gregório Dias, vende água de coco há quatro anos e seu ponto comercial fica em frente ao Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) no centro da cidade de Sousa. Ele usa um carrinho e a água de coco é despejada dentro de um armazenamento que resfria e a água sai natural e gelada para os clientes.

Em entrevista à reportagem do Portal e TV Online Diário do Sertão, nesta sexta-feira (27), Gregório revelou que logo quando iniciou o trabalho com a água de coco, vendia em média 90 copos, mas atualmente em meio à crise, as vendas aumentaram e ele vende em média 140 copinhos por dia.

"Graças a Deus eu trabalho e pago minhas contas em dia, e até quando Deus permitir eu estarei com esse negócio. Para mim não tem crise, quanto mais calor ai é que aumenta a venda", destacou.

DIÁRIO DO SERTÃO

Tags:

“Boca Quente” fala sobre Nilvan, Josival, Gutemberg e narra fato que mais lhe chamou atenção na área policial

PROGRAMA XEQUE-MATE

VÍDEO: Padre e missionários falam sobre recuperação de dependentes químicos na região de Cajazeiras

DIÁRIO ESPORTIVO

Ao lado de grandes nomes da imprensa, Diário Esportivo debate as rodadas da Série C e D do Paraibano

PARTIU PARA O ATAQUE

VÍDEO: Júnior Araújo diz que José Aldemir vai perseguir servidores que não apoiarem campanha de Paula