header top bar

section content

Justiça obriga cerca de 200 famílias saiam das residências; vereador diz que algumas residências foram vendidas

O vereador propôs que seja realizado um novo cadastramento para os moradores e vai solicitar uma audiência pública com a Cehap

Por

27/05/2015 às 10h16

Representanes da Companhia Estadual de Habitação Popular (Cehap) estiveram no último final de semana no município de Sousa, e de posse de uma liminar judicial determinaram a retirada de 192 famílias do conjunto “Casas da Ceahp” no bairro Projeto Mariz, localizado as margens da BR 230. O caso foi para no Ministério Público que está analisando o caso.

Com isso essa determinação, os invasores terão um prazo de 15 dias para sair das casas. A câmara de vereadores de Sousa discutiu sobre o assunto e segundo o vereador Evaldo Araújo (Batatinha), algumas residências estão sendo vendidas. Batatinha também propôs que seja realizado um novo cadastramento para os moradores e vai solicitar uma audiência pública com a presidente da Cehap, Emília Correia, para debater o assunto.

 

Segundo a Cehap, aqueles que estão comprando residências não terão direito ao imóvel e perderão o dinheiro, além de responder um processo judicial. Já quem vendeu terá seu nome impedido de entrar em qualquer programa de habitação.

Em entrevista à reportagem do Diário do Sertão, as famílias afirmaram que não vão sair das casas, pois não possuem outras moradias. "eu não tenho para onde ir, tenho uma criança pequena, sou sozinha na vida", disse a dona de casa Andreza Karine

Assista a reportagem exclusiva da TVDS!

DIÁRIO DO SERTÃO

CACHOEIRA DOS ÍNDIOS

VÍDEO: Ex-prefeito rompe o silêncio, fala de derrota e lamenta promessa não cumprida de atual gestor

ENTREVISTA

VÍDEO: Do vício em jogo à fama, ‘Rei das Tapiocas’ de Cajazeiras conta trajetória no programa Xeque-Mate

MARIA CALADO NA TV

Programa Maria calado na TV recebe os Quentes da Pegada da cidade de São João do Rio do Peixe

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa Em Continência ao Senhor Jesus com a participação do Sargento Souza e Marcos Alan