header top bar

section content

Após 38 anos clínica de Cajazeiras é fechada e proprietário diz: ‘Pacientes estão nas ruas’

O psiquiatra informou que o CAPS é cópia européia, mas nem lá deu certo ainda. “Há uma inversão de valores. É triste isso”.

Por

20/05/2015 às 17h50

No dia do movimento antimanicomial, o programa da TV Diário do Sertão, o “Café Conectado” realizou uma visita a antiga clínica psiquiatra em Cajazeiras, “Santa Helena”. A clínica funcionava há 38 anos em Cajazeiras com internamentos, mas foi fechada em 31 de dezembro de 2014, funcionando apenas como consultório.

A técnica de enfermagem, Maria do Carmo disse que muitos doentes estão perambulando pelas ruas e comunidades de Cajazeiras, pois precisam de um local apropriado para o tratamento. “Uma calamidade”

Veja mais:

► Representante ASFAFIS fala sobre o fechamento da clínica Santa Helena  

► ​Clínica manda pacientes embora; Prefeita anuncia fechamento da Casa Terapêutica 

► Vereador denuncia, proprietário confirma fechamento de clínica e secretário explica​

► Prefeitura de Sousa promove caminhada com usuários dos CAPS alusiva a semana de luta antimanicomial. Veja

Saúde
O proprietário da clínica, o psiquiatra João Pessoa de Sousa, o “Dr. Pessoa” como é mais conhecido falou sobre o impulso tomado na saúde mental, afirmando que os hospitais psiquiátricos funcionam há 700 anos e atualmente existem muitos outros métodos de tratamento da doença, porém, os internamentos não podem deixar de funcionar.

Dr. Pessoa explicou que o primeiro atendimento deve ser feito no Posto de Saúde da Família (PSF), onde é detectado o problema, depois encaminhado para os CAPS (Centro de Atenção Psicossocial) e não resolvendo passa para o serviço especializado de internamento. “Isso existe no mundo inteiro”.

Ultrapassado 
Quanto ao movimento antimanicomial, o psiquiatra disse que é ultrapassado: “Talvez usem o termo manicômio com o objetivo de agredir ou diminuir a importância que tem o serviço de psiquiatria no mundo”.

O internamento
De acordo com o proprietário da clínica, o internamento é indicado para os pacientes que resistem a medicação e têm alteração de comportamento. “O internamento é garantido por lei. É uma necessidade e um direito do cidadão”.

Histórico de fechamento
Na gestão do ex-prefeito Carlos Antonio (DEM) foi fechado o hospital Albert Sabin, de propriedade do médico e ex-deputado Vituriano de Abreu (PSC). Já na gestão de Denise Oliveira (PSB), que é esposa do ex-prefeito foi fechada a clínica Santa Helena, que é de propriedade do tio de Vituriano.

Caps
O psiquiatra informou que o CAPS é cópia européia, mas nem lá deu certo ainda. “Há uma inversão de valores. É triste isso”.

Segundo Dr. Pessoa, a coordenadora de saúde mental, em Brasília, informou que o CAPS I deve ter uma equipe multidisciplinar completa e só pode funcionar em municípios entre 20 a 70 mil habitantes. O CAPS II só pode funcionar em município entre 71 a 200 mil habitantes. Já o CAPS III somente em município com mais de 200 mil habitantes e deve ter uma equipe multidisciplinar e dois psiquiatras. “Cajazeiras não tem 70 mil habitantes. Essas normas são do Ministério da Saúde”.

Dr. Pessoa explicou que sua clínica era a única unidade de internação de Campina Grande para o Sertão todinho e destacou o aumento dos suicídios na região, além de pessoas com distúrbios mentais que estão nos presídios. 

Assista a reportagem completa da TV Diário do Sertão

DIÁRIO DO SERTÃO

ENTREVISTA

VÍDEO: Do vício em jogo à fama, ‘Rei das Tapiocas’ de Cajazeiras conta trajetória no programa Xeque-Mate

MARIA CALADO NA TV

Programa Maria calado na TV recebe os Quentes da Pegada da cidade de São João do Rio do Peixe

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa Em Continência ao Senhor Jesus com a participação do Sargento Souza e Marcos Alan

DIÁRIO ESPORTIVO

Diário Esportivo recebe os organizadores do 1º Eco pedal e o garoto prodígio do futebol Luiz Felipe