header top bar

section content

TV vai às ruas e revela rotina de taxistas que fazem a linha “Cajazeiras-Sousa”; “É difícil”

Com pouco estudo, ele revelou que não lhe restou outra opção para sobreviver.

Por

05/05/2015 às 10h12

A TV Diário do Sertão foi às ruas nesta segunda-feira (04), para acompanhar a rotina dos taxistas que fazem a linha “CajazeirasSousa”.

Na Praça Major José Marques Galvão, Centro de Cajazeiras, mas precisamente na calçada da “Rodoviária Velha”, os taxistas montaram um ponto de trabalho.

Uma jovem que estava no ponto esperando um taxista disse que confia no trabalho da classe trabalhadora e acha seguro viajar com os profissionais que fazem a linha “CajazeirasSousa”.

O comerciante Francisco Lira, que trabalha no Centro da cidade informou que conhece toda a rotina dos trabalhadores, inclusive a disputa por passageiros.

O taxista Elielson Carvalho contou que chega a fazer três viagens a vizinha cidade de Sousa com seus passageiros. “Tem dias que faço só duas viagens”

Gilvanete Carvalho (Torinho) informou que passa o dia todo na praça a espera de passageiros. Ele revelou que está taxista em Cajazeiras desde 1972. “Tinha 16 anos de idade quando comecei”

Torinho destacou que consegue o sustento da família com sua profissão de taxista. “Graças a Deus sustento minha família com o dinheiro que consigo na praça. A trancos e barrancos, mas a gente sobrevive”

Com pouco estudo, ele revelou que não lhe restou outra opção para sobreviver. “Sou analfabeto. Não tenho condições de enfrentar um emprego”.

Confira reportagem da TV Diário do Sertão!

DIÁRIO DO SERTÃO

A FAVOR DA REFORMA

Empresário diz que Justiça do Trabalho só penalizava os patrões e chama a CLT de ‘excrescência jurídica’

DA REGIÃO DE CAJAZEIRAS

VÍDEO: Do assassinato do pai ao sucesso na política, prefeito conta trajetória de superação no Interview

'AULÃO SOLIDÁRIO'

VÍDEO: Ordem DeMolay de Cajazeiras promove aulão gratuito preparatório para o ENEM; veja como participar

ENTRETENIMENTO

Maria Calado na TV com os integrantes do espetáculo “Trinca mas não quebra” e o cantor Lucas Soares