header top bar

section content

Exclusivo: jovem de 20 anos sente dor no estômago, vai ao Hospital e morre dias depois

A direção do Hospital vai se reunir com os médicos que atenderam a paciente para saber quais os exames realizados. Vídeo aqui

Por

10/05/2014 às 08h26

Adriana Lunguinho tinha 20 anos (Foto: DS)

Morreu às 03:20h da última quinta-feira (08) na UTI do Hospital São Vicente de Paula em João Pessoa, a jovem Adriana Lunguinho Lopes, de 20 anos. Ela não resistiu a uma cirurgia que durou cerca de quatro horas, e acabou falecendo. De acordo a certidão de óbito do Hospital da Capital, a causa morte foi um choque cardiogênico, tumorização atrial direita.

Familiares e amigos da jovem realizaram protesto na tarde desta sexta-feira (09) em frente ao Hospital Regional de Sousa (HRS), onde ela recebeu atendimento médico antes de ir para o Hospital de João Pessoa. De acordo com Francisca Cordeiro, prima da vítima, os médicos do HRS não descobriram qual era o problema de saúde de Adriana, que realizava exames e depois era liberada para ir para casa, porém logo voltava a sentir fortes dores no estômago.

“Ela foi internada no Hospital Regional de Sousa várias vezes e uma médica alegou que Adriana tinha um líquido. Fizemos tomografia, ultrassonografia, entre outros exames mas quando ela chegava no Hospital, a médica dizia que ela não sofria problema grave”, falou a prima da vítima.

 

Exame médico
O exame de ultrassonografia constatou que Adriana estava com uma pequena quantidade de líquido livre em espaço subfrênico à direita e em maior quantidade em cavidade pélvica e goteiras parietocólicas. Mesmo assim, os médicos decidiram continuar os exames no HRS.

Depois de 20 dias de atendimento no HRS, a família decidiu encaminhar por conta própria Adriana para João Pessoa, aonde já chegou com problemas de infecção.

“Ela morreu por falta de assistência do Hospital Regional de Sousa. Vamos entrar com uma ação contra o HRS e a médica que atendeu Adriana. Muitos inocentes podem morrer dessa forma”, disse emocionada a prima da vítima.

Sepultamento
Adriana Lunguinho Lopes, que era natural da cidade de Nazarezinho, era casada e mãe de uma criança de três anos. Ela foi sepultada na tarde desta sexta-feira (09) em clima de muita comoção e pedido de justiça.

Outro lado
De acordo com o assessor de comunicação do HRS, Alex Alves, a direção do Hospital vai se reunir com os médicos que atenderam a paciente para saber quais os exames realizados e o histórico do atendimento feito quando ela estava no Hospital.

Veja vídeo!

DIÁRIO DO SERTÃO

ENTREVISTA BOMBÁSTICA

VÍDEO: Declarações polêmicas e provocações marcam o programa Xeque-Mate com o ex-prefeito Carlos Antônio

VÍDEO

Ex-aliado diz que prefeito de Cajazeiras forma “organização criminosa” e aponta gordas gratificações

DIÁRIO ESPORTIVO

Confira o resumo da rodada no programa Diário Esportivo com Luiz Júnior

XEQUE MATE

VÍDEO: Carlos Antonio declara pela 1ª vez publicamente apoio a Júnior Araújo; “é cancela fechada”