header top bar

section content

Cerca de 850 meninas foram vacinadas contra HPV em Cajazeiras

Em 2015, a vacina passará a ser oferecida para as adolescentes a partir de 9 anos.

Por

24/03/2014 às 15h02

A Campanha de Vacinação contra o câncer de colo do útero já imunizou cerca de 850 meninas cajazeirenses, de 11 a 13 anos através da vacina contra o HPV (Papiloma Vírus Humanas). A vacina contra o HPV passou a integrar o calendário de vacinação a partir do dia 10 de março. 

A vacina contra o HPV está passando em todas as escolas de Cajazeiras, sejam elas municipais, estaduais ou particulares. A previsão é de que, até a próxima sexta-feira (28) todas as escolas sejam visitadas. A equipe de vacinação já visitou na zona urbana e rural as escolas municipais, Galdino Pires, Maria Guimarães, Crispim Coelho, Carolino de Sousa Neto, Antonio Dias, José Antonio Dias, José Leite Rolim, Cecília Estolano Meireles, Vitória Bezerra.

Entretanto, a campanha continua nas Unidades de Saúde da Família. As garotas que, por alguma razão perderam a vacinação nas escolas devem se dirigir até uma USF para receber sua dose. 

A Campanha contra o HPV é uma iniciativa do Governo Federal, através do SUS que conta com a parceria das Secretarias Estaduais e Municipais de Saúde. O Ministério da Saúde adotou o esquema vacinal estendido, composto por três doses, sendo assim, o ciclo de vacinação está dividido em três etapas, sendo que neste primeiro momento a primeira dose acontecerá em março nas escolas e também nas unidades de saúde, a segunda dose será feita seis meses depois e a terceira dose será aplicada depois de cinco anos, contados da primeira dose. Para completar o ciclo de vacinação, cada adolescente deverá tomar três doses.

Em 2015, a vacina passará a ser oferecida para as adolescentes a partir de 9 anos. Para receber a dose, basta apresentar o cartão de vacinação ou documento de identificação.

Segundo o Ministério da Saúde, a vacina contra HPV tem eficácia de 98,8% comprovada para proteger mulheres que ainda não iniciaram a vida sexual e, por isso, não tiveram nenhum contato com o vírus.

Da secom

Tags:

“Boca Quente” fala sobre Nilvan, Josival, Gutemberg e narra fato que mais lhe chamou atenção na área policial

PROGRAMA XEQUE-MATE

VÍDEO: Padre e missionários falam sobre recuperação de dependentes químicos na região de Cajazeiras

DIÁRIO ESPORTIVO

Ao lado de grandes nomes da imprensa, Diário Esportivo debate as rodadas da Série C e D do Paraibano

PARTIU PARA O ATAQUE

VÍDEO: Júnior Araújo diz que José Aldemir vai perseguir servidores que não apoiarem campanha de Paula