header top bar

section content

Médico cajazeirense é aprovado em 1° lugar em concurso para Hospital do Câncer de Pernambuco

O médico disse ainda que tentará associai as duas atividades, entre a capital pernambucana e sua clinica em Cajazeiras.

Por

13/03/2014 às 17h42

Dr. Emídio foi aprovado no HCP

O médico cajazeirense, Emídio Antônio de Araújo Neto foi aprovado em primeiro lugar no concurso público de um dos principais centros de tratamento de oncológico do Brasil, o Hospital do câncer de Pernambuco (HCP). 

Em contato com a reportagem do portal Diário do Sertão, Dr. Emídio disse que o HCP é um dos três centros oncológicos brasileiros que mais trata câncer em volume de pacientes, além de possuir centro de excelência em quimioterapia, radioterapia, medicina nuclear e reabilitação, sobretudo pós-tratamento para câncer de mama. 

O médico destacou que num futuro bem próximo pretende fazer parceria com pacientes portadores de câncer de mama de toda a região do Sertão e do hospital de câncer de Pernambuco, localizado em Recife, para fazer um grande estudo que servirá de modelo para tese de mestrado e doutorado. 

Dr. Emídio disse ainda, que tentará associar as duas atividades, entre a capital pernambucana e sua clinica em Cajazeiras. Ele afirmou que esta é uma forma de se manter atualizado e trazer os grandes avanços da área de oncologia para Sertão da Paraíba.

“Nossa região é muito carente nesta área, e com minha ida a Recife, trabalhar em um dos principais hospitais do Brasil, vou poder trazer para nossa cidade uma experiência e assistência médica de qualidade para os pacientes portadores e câncer de mama”. Disse. 

Dr. Emídio é formado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, tem residência médica em ginecologia, obstetrícia e R3 em mastologia, atuou por vários anos na capital fluminense, depois mudou-se para o Sertão paraibano, onde atua há cinco anos. 

Veja também:

– Médico tira dúvidas acerca da menstruação e orienta sobre a fase da menopausa

O médico ginecologista, Emídio Antônio de Araújo Neto, em entrevista ao “Diário do Sertão, falou acerca de dois aspectos que geram muitas dúvidas e até preocupações nas mulheres brasileiras.

Dr. Emídio esclareceu vários aspectos e mitos sobre a menstruação e a menopausa. Segundo o médico, muitas mulheres encaram a fase da menopausa como uma doença, porém, deve ser enfrentada como uma fase como outra qualquer.

O ginecologista pontuou as principais causas e sintomas da menopausa e destacou alguns cuidados que a mulher deve tomar no período menstrual.

Leia a entrevista completa:

DIÁRIO DO SERTÃO: Dr. Emídio, qual o ciclo normal da menstruação?

Dr. Emídio: O ciclo considerado normal varia entre 22 e 35 dias. Já a duração normal é de 3 a 8 dias. A mulher que menstrua no período menor que 22 dias ou superior a 35 dias é considerado anormal. A vida da mulher gira em torno da menstruação e aquela que tem alguma anormalidade vai ter ao longo da vida muitos atropelos.

DIÁRIO DO SERTÃO: Com quantos anos a menina começa a menstruar?

Dr. Emídio: A idade da primeira menstruação varia de pessoa para pessoa, pois, tem relação direta com a puberdade, que é a fase em que o corpo da criança começa a mudar. Geralmente essa fase é iniciada entre os 10 e 12 anos de idade.

DIÁRIO DO SERTÃO: A mulher menstruada não pode tomar banho de mar ou de piscina ou isso é mito?

Dr. Emídio: Cientificamente não tem nada comprovado que ela não possa fazer isso. Muitas mulheres não o fazem porque ficam “presas” aos mitos que são contados pela avó. É igual ao mito de que a mulher não pode tomar suco de limão nesse período menstrual.

DIÁRIO DO SERTÃO: A mulher menstruada pode praticar exercícios físicos?

Dr. Emídio: A atividade física moderada não tem nenhum problema, mas se for exagerada, a menstruação vai falhar, porque o sistema nervoso central vai se concentrar somente na atividade física.

DIÁRIO DO SERTÃO: O que provoca a interrupção da menstruação?

Dr. Emídio: A interrupção da menstruação deve ser um sinal de alerta para a mulher, que pode ser um problema simples ou até um mais complexo. Pode ser causada por estresse, por um medicamento inadvertido, desnutrição, obesidade ou pode ser uma doença grave. A mulher precisa passar por uma avaliação para que seja diagnosticado o problema

DIÁRIO DO SERTÃO: O que é menopausa?

Dr. Emídio: A Menopausa é a cessação da menstruação e é somente mais uma fase na vida da mulher. Não tem como a mulher fugir disso. Algumas passam por ela de forma mais tênue e outras passam de forma mais turbulenta. Isso ocorre porque o organismo vai produzir menos estrogênio e progesterona, que são os hormônios responsáveis por controlar o aparelho reprodutor feminino. Essa fase ocorre entre os 40 e 55 anos de idade.

DIÁRIO DO SERTÃO: Quais as principais causas da menopausa?

Dr. Emídio: A principal delas é a falência dos hormônios ovarianos. Os sintomas mais recorrentes são: o aumento da pressão, ansiedade, variações de humor e em alguns casos surgimento de osteoporose.

DIÁRIO DO SERTÃO: Nessa fase da mulher ela perde o prazer na relação sexual?

Dr. Emídio: Não. Ela apenas apresenta sintomas que podem ser agravados pela menopausa. A vagina fica mais seca, mais lisa e a penetração pode ser dolorosa, em alguns casos, mas ela não deixa de ter prazer na relação. A questão do prazer é um aspecto mais profundo, que não envolve somente a menopausa, pois a sexualidade está relacionada também com fatores biológicos, culturais e comportamentais.

DIÁRIO DO SERTÃO: Quais os sintomas mais visíveis da menopausa?

Dr. Emídio: Um dos sintomas de fácil percepção é a insônia. Ela não vai conseguir dormir direito. Os calores, que são os principais sintomas da menopausa ocorrem geralmente no pescoço, na face, nos ombros e nos braços, além de apresentar um enrubescimento, que é a aparência avermelhada da pele e a aparição de suor.

DIÁRIO DO SERTÃO: Qual a duração da menopausa?

Dr. Emídio: Não há um tempo exato. Em algumas mulheres a duração pode ser de até 15 anos. O que se sabe é que as pessoas mais magras e fumantes têm os sintomas agravados nessa fase da vida. As mais cheinhas vão ter sintomas mais amenos, porque elas conseguem produzir mais hormônios femininos.

DIÁRIO DO SERTÃO: Qual o tratamento para a menopausa?

Dr. Emídio: O tratamento deve ser bem orientado pelo médico, porque algumas mulheres podem fazer uso de reposição hormonal, mas outras pessoas não podem fazer uso desse tratamento, pois tem muita conta indicação, inclusive pode provocar câncer de mama.

DIÁRIO DO SERTÃO

CACHOEIRA DOS ÍNDIOS

VÍDEO: Ex-prefeito rompe o silêncio, fala de derrota e lamenta promessa não cumprida de atual gestor

ENTREVISTA

VÍDEO: Do vício em jogo à fama, ‘Rei das Tapiocas’ de Cajazeiras conta trajetória no programa Xeque-Mate

MARIA CALADO NA TV

Programa Maria calado na TV recebe os Quentes da Pegada da cidade de São João do Rio do Peixe

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa Em Continência ao Senhor Jesus com a participação do Sargento Souza e Marcos Alan