header top bar

section content

Com dívidas no Estado que ultrapassam os R$ 400 mil mensais, prefeitura de Sousa pode fechar Samu

O secretário explicou que o hospital de Sousa está superlotado com atendimentos básicos, que é de responsabilidade municipal.

Por

13/02/2014 às 20h00

Secretário do estado da Paraíba

Com dívidas no Estado, a prefeitura da cidade de Sousa foi penalizada com cortes nos recursos da saúde, e será acionada também judicialmente.

A informação foi confirmada nessa quarta-feira (12), pelo secretário de saúde da Paraíba, Waldson de Souza, onde revelou que o governo cancelou os recursos que eram repassados ao Serviço de Atendimento Móvel e Urgência (SAMU) da cidade.

O secretário explicou que o hospital de Sousa está superlotado com atendimentos na atenção básica, o que é de responsabilidade municipal.

De acordo com Waldson, a secretária de Saúde do município de Sousa não repassou os recursos para o Hospital Regional de Sousa (HRS).

“Não há parceria, o que existe são dívidas por produção hospitalar que deveriam estar na responsabilidade da prefeitura, no entanto o que não está sendo cumprido” Declarou o auxiliar de Ricardo Coutinho

Ele disse que o Ministério da Saúde repassa R$ 400 mil para a prefeitura, e o gestor, através da Secretaria de Saúde do município deixa de repassar para o hospital.
“Já mantive contato com o Tribunal de Contas da Paraíba, Tribunal de Justiça, Ministério Público e o Conselho Estadual de Saúde já estão fiscalizando esse problema”, Assegurou Waldson.

Ainda de acordo com o secretário, devido ao não cumprimento dos convênios entre as prefeituras e o Governo da Paraíba, Sousa e mais 12 municípios deixaram de receber os recursos que o Estado repassava ao SAMU.

Cajazeiras
Waldson lembrou do caso de Cajazeiras, que após inauguração da UPA (Unidade de Pronto Atendimento), os atendimentos do hospital regional reduziram 30%.

Ambulância quebrada
Em relação as denúncias do Assistente Social do Hospital Regional de Sousa (HRS), Francisco Luciano Caetano Sobrinho, que falou sobre a falta de ambulância UTI na principal casa de saúde, que atende a 39 municípios. Segundo Luciano, no hospital havia apenas uma ambulância, mas apresentou defeito desde o dia 21 de outubro e ainda não foi consertada.

O secretário declarou que as peças da ambulância são da Turquia, e não tem previsão para ser consertada, mas que uma nova ambulância foi locada e já se encontra no HRS.

Veja vídeo!

DIÁRIO DO SERTÃO

CALDEIRÃO POLÍTICO

VÍDEO: Aliado releva que dois vereadores de oposição estão rasgando elogios ao prefeito Airton Pires

DIÁRIO ESPORTIVO

Diário Esportivo recebe o professor Sérgio Cunha divulgando o IV Open paraibano de Karatê; Confira!

CASA NOVA

Locutor esportivo troca de emissora de rádio em Cajazeiras e revela mágoa: “Tomei uma pancada violenta”

NOVIDADES

VÍDEO: Novo padre da Paróquia São João Bosco confirma que pretende revitalizar a Praça Camilo de Holanda