header top bar

section content

Com dívidas no Estado que ultrapassam os R$ 400 mil mensais, prefeitura de Sousa pode fechar Samu

O secretário explicou que o hospital de Sousa está superlotado com atendimentos básicos, que é de responsabilidade municipal.

Por

13/02/2014 às 20h00

Secretário do estado da Paraíba

Com dívidas no Estado, a prefeitura da cidade de Sousa foi penalizada com cortes nos recursos da saúde, e será acionada também judicialmente.

A informação foi confirmada nessa quarta-feira (12), pelo secretário de saúde da Paraíba, Waldson de Souza, onde revelou que o governo cancelou os recursos que eram repassados ao Serviço de Atendimento Móvel e Urgência (SAMU) da cidade.

O secretário explicou que o hospital de Sousa está superlotado com atendimentos na atenção básica, o que é de responsabilidade municipal.

De acordo com Waldson, a secretária de Saúde do município de Sousa não repassou os recursos para o Hospital Regional de Sousa (HRS).

“Não há parceria, o que existe são dívidas por produção hospitalar que deveriam estar na responsabilidade da prefeitura, no entanto o que não está sendo cumprido” Declarou o auxiliar de Ricardo Coutinho

Ele disse que o Ministério da Saúde repassa R$ 400 mil para a prefeitura, e o gestor, através da Secretaria de Saúde do município deixa de repassar para o hospital.
“Já mantive contato com o Tribunal de Contas da Paraíba, Tribunal de Justiça, Ministério Público e o Conselho Estadual de Saúde já estão fiscalizando esse problema”, Assegurou Waldson.

Ainda de acordo com o secretário, devido ao não cumprimento dos convênios entre as prefeituras e o Governo da Paraíba, Sousa e mais 12 municípios deixaram de receber os recursos que o Estado repassava ao SAMU.

Cajazeiras
Waldson lembrou do caso de Cajazeiras, que após inauguração da UPA (Unidade de Pronto Atendimento), os atendimentos do hospital regional reduziram 30%.

Ambulância quebrada
Em relação as denúncias do Assistente Social do Hospital Regional de Sousa (HRS), Francisco Luciano Caetano Sobrinho, que falou sobre a falta de ambulância UTI na principal casa de saúde, que atende a 39 municípios. Segundo Luciano, no hospital havia apenas uma ambulância, mas apresentou defeito desde o dia 21 de outubro e ainda não foi consertada.

O secretário declarou que as peças da ambulância são da Turquia, e não tem previsão para ser consertada, mas que uma nova ambulância foi locada e já se encontra no HRS.

Veja vídeo!

DIÁRIO DO SERTÃO

ENTREVISTA

VÍDEO: Programa Psicologia no Ar recebe professor doutor de Cajazeiras pra falar sobre Psicologia Social

INTERVIEW

VÍDEO: Autor do filme “Memória Bendita” fala sobre os desafios de promover cultura na região de Sousa

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa: Em Continência ao Senhor Jesus com os membros da Igreja Fonte de Água da Vida

MARIA CALADO NA TV

Maria Calado na TV recebe diretamente do Rio Grande do Norte, Fábio Carvalho; CONFIRA!