header top bar

section content

Por falta de combustível, ônibus escolar deixa alunos na rua ao voltar de Cajazeiras

O motivo do qual o ônibus não foi devidamente abastecido para fazer o trajeto com os alunos ainda é desconhecido

Por Campelo - Diário do Sertão em Sousa

15/02/2016 às 19h44 • atualizado em 16/02/2016 às 16h57

Segundo os estudantes e o próprio motorista, o ônibus não tinha sido abastecido (Foto: Diário do Sertão)

A tarde desta segunda-feira (15) foi bastante agitada para os estudantes da cidade do Lastro, região de Sousa. O transporte escolar responsável em levar os alunos até as escolas e universidades da região acabou parando antes do destino final por falta de combustível.

De acordo com relatos dos estudantes e do próprio motorista, o ônibus estava retornando da cidade de Cajazeiras com destino ao Lastro, quando ao se aproximar da comunidade “Café Sem Troco”, faltou combustível e acabou parando as margens da rodovia.

Alguns estudantes conseguiram pegar carona para retornar para suas casas, já os que não tiveram a mesma sorte, esperaram um outro veículo chegar, trazendo o combustível para abastecer o ônibus e prosseguir com a viagem.

O motivo do qual o ônibus não foi devidamente abastecido para fazer o trajeto com os alunos ainda é desconhecido.

O Outro lado
A reportagem do Portal e TV Diário do Sertão tentou contato com os responsáveis pelo transporte público da cidade do Lastro, mas até o momento sem êxito.

Deixamos aqui o espaço aberto para que se manifeste sobre o fato ocorrido, e em seguida publicaremos a nota em nosso site.

DIÁRIO DO SERTÃO

“Boca Quente” fala sobre Nilvan, Josival, Gutemberg e narra fato que mais lhe chamou atenção na área policial

PROGRAMA XEQUE-MATE

VÍDEO: Padre e missionários falam sobre recuperação de dependentes químicos na região de Cajazeiras

DIÁRIO ESPORTIVO

Ao lado de grandes nomes da imprensa, Diário Esportivo debate as rodadas da Série C e D do Paraibano

PARTIU PARA O ATAQUE

VÍDEO: Júnior Araújo diz que José Aldemir vai perseguir servidores que não apoiarem campanha de Paula