header top bar

section content

Com o fim do lixão, 43 catadores de material reciclável estão desempregados na cidade de Sousa

O lixão da cidade de Sousa foi desativado e o município realizou a implantação de um aterro sanitário. Confira os detalhes!

Por Campelo - Diário do Sertão em Sousa

16/02/2016 às 13h23 • atualizado em 16/02/2016 às 18h30

O fim do lixão na cidade de Sousa, deixou dezenas de catadores de lixo desempregados. No lixão, os catadores encontravam plástico, papelão, ferro, vidro, cobre, alumínio entre outros materiais que são vendidos, e o dinheiro na maioria dos casos era usado para comprar a comida da família.

Crianças trabalham com os pais catando lixo pelas ruas de Sousa (foto: DS)

Com a instalação do aterro sanitário, no ano de 2014, o lixão foi desativado. A presidente da associação dos catadores de material reciclável, Evanilda dos Santos, prestou entrevista à reportagem do Portal e TV Online Diário do Sertão, e afirmou que 43 pessoas estão sem emprego com o fim do lixão da cidade de Sousa.

Lixão da cidade de Sousa foi desativado há dois anos (foto: DS)

“Estão todos parados, sem emprego. Depois que o lixão fechou, acabou nossa renda. Prefeito deixou de mandar as cestas básicas, e infelizmente hoje vivemos esperando por Deus e algumas pessoas que nos ajudam”, disse Evanilda.

Outro lado
O Prefeito de Sousa, André Gadelha (PMDB), afirmou que vai continuar distribuindo cestas básicas para os catadores de material reciclável.

“Foi um projeto criado pela secretaria de agricultura, e esse ano ainda não distribuímos por conta das licitações que estão sendo concluídas no supermercado”, disse o gestor.

O aterro sanitário
A cidade de Sousa passou a um aterro sanitário desde o dia 02 de julho de 2014. A empresa Trash Tratamento de Resíduos Sólidos Urbanos LTDA através do processo licitatório é a responsável e irá realizar a coleta de resíduos sólidos da cidade. O município antes da implantação do Aterro não possuía um local adequado para a disposição de Resíduos Sólidos Urbanos (lixo). A cidade utilizava depósitos de lixo (lixão). Este foi desativado e localizava-se nas mediações do Bairro Gato Preto.

A área total do Aterro Sanitário é de 30 hectares, sendo que a área destinada à disposição de lixo é de 10%, os outros 20% é para a reserva legal, cinturão verde. Localizando-se na rodovia PB-384, S/Nº, KM -10 Sousa/ Lastro na zona rural. O tempo de uso vai depender da quantidade de lixo que for destinada para o aterro.

De acordo com o responsável pela empresa Trash Elton Silva, para escolha deste local foi fundamentado estudos preliminares e normas operacionais, as quais foram certificadas que a confinação dos resíduos sólidos seria segura em termos de controle de poluição ambiental e proteção ambiental.

DIÁRIO DO SERTÃO

PSICOLOGIA NO AR

VÍDEO: Psicólogos debatem comportamento do ‘stalker’ nas redes sociais e quando o amor se torna obsessão

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa: Em Continência ao Senhor Jesus com os membros da Igreja Batista Independente

MARIA CALADO NA TV

Com muita irreverência, banda Gata Dengosa estoura a audiência no programa Maria Calado na TV; ASSISTA!

ENTREVISTA

VÍDEO: Artista sousense que impressionou o público com suas pinturas fala sobre sua obra e trajetória