header top bar

section content

ALPB e Fundação Getúlio Vargas firmam convênio para qualificar servidores das Câmaras Municipais da Paraíba

Funcionários da Assembleia também terão direito a se inscrever no Programa de Qualificação Continuada.

Por

11/02/2014 às 16h34

A Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) firmou convênio com a Fundação Getúlio Vargas (FGV) com o objetivo de oferecer cursos de capacitação para os servidores das Câmaras Municipais da Paraíba e do Legislativo Estadual. O anúncio foi feito pelo presidente da Casa de Epitácio Pessoa, deputado Ricardo Marcelo (PEN). "Através do Proquale (Programa de Qualificação Continuada do Legislativo da Paraíba) vamos oferecer cursos para os servidores, fornecendo elementos para que eles prestem cada vez mais um serviço de qualidade à população", comentou o deputado.

A parceria da Assembleia Legislativa com a Fundação Getúlio Vargas vai qualificar este ano servidores de todas as Câmaras Municipais da Paraíba nas áreas de gestão, de projetos e prestação de serviços públicos, de licitações, de tributos, de contabilidade e controle administrativo, entre outros temas. Funcionários da Assembleia também terão direito a se inscrever no Programa de Qualificação Continuada.

O convênio já firmado garante a oferta de três mil vagas destinadas, prioritariamente, aos funcionários efetivos e comissionados do Legislativo municipal, mas que também serão disponibilizadas para contemplar, numa segunda etapa, servidores de prefeituras, do Governo do Estado e de universidades que demonstrem interesse na parceria.

Os cursos do FGV Online são veiculados, essencialmente, via internet e neles a utilização de diversos recursos multimídia fomenta a busca de informações, a reflexão sobre elas e a reconstrução do conhecimento, além de aperfeiçoar a interação entre alunos e deles com o professor-tutor, responsável pelo suporte acadêmico à turma.

Além de agregar tecnologias de educação à distância à capacitação do servidor, é objetivo do programa propiciar às instituições envolvidas a implementação de uma política de recursos humanos que promova o contínuo desenvolvimento pessoal e profissional dos seus servidores. E assim valorizá-los por meio de ações voltadas “ao desenvolvimento e aperfeiçoamento de competências que lhes permitam adquirir as ferramentas essenciais ao exercício de sua função.”
 
Inscrição e certificado
O processo de inscrição nos cursos será feito em duas etapas, sendo a primeira uma pré-inscrição em hot site do programa, acessível através do portal da Assembleia Legislativa (http://www.al.pb.gov.br/cursosfgv/proquale.php#). Em seguida é feita uma espécie de validação, pela Fundação Getúlio Vargas, do formulário preenchido via internet pelos interessados para que seja possível, assim, adequar o perfil dos inscritos ao conteúdo pedagógico dos cursos ofertados. Será expedido aos servidores que concluírem os cursos um certificado de participação, liberado no prazo máximo de 180 dias após aprovação de cada aluno.
 
Carga horária e disciplinas
Serão 13 cursos de capacitação ministrados, via internet, por renomados professores da FGV . A carga horária será de 30 horas, a ser cumprida em nove semanas por quem já tiver algum tipo de graduação. E para os demais a duração será distinta e adequada aos cursos frequentados por interessados de nível médio.
As especializações oferecidas são as seguintes: Direito Civil , Direito Tributário ,Gestão de Projetos, Auditoria Contábil, Gestão e Avaliação de Políticas Públicas, Controladoria, Gestão de Pessoas na Administração Pública, Gestão de Qualidade Projetos Públicos, Gestão de Serviço Público, Licitações e Controle Administrativo, Gestão Organizacional Finanças de Setor Público, Gestão Tributária, Responsabilidade na Gestão Pública.
 
A importância da FGV
A Fundação Getúlio Vargas é uma das mais requisitadas e respeitadas instituições do país. Surgiu em 20 de dezembro de 1944 com o objetivo inicial de preparar pessoal qualificado para as administrações pública e privada nacionais. Na época, o Brasil já começava a lançar as bases para o crescimento que se confirmaria nas décadas seguintes. Antevendo a chegada de um novo tempo, a FGV decidiu expandir seu foco de atuação e, do campo restrito da administração, passou ao mais amplo das ciências sociais e econômicas. A instituição extrapolou as fronteiras do ensino e avançou pelas áreas da pesquisa e da informação, até converter-se em sinônimo de centro de qualidade e de excelência.
A Fundação Getúlio Vargas também inaugurou no Brasil a graduação e a pós-graduação stricto sensu em administração pública e privada, bem como a pós-graduação em economia, psicologia, ciências contábeis e educação. Essa e inúmeras outras iniciativas ajudaram o profissional em busca de formação, e até o cidadão comum, a entenderem melhor o desempenho econômico e social brasileiro.

Assessoria

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa com a participação dos membros da Igreja Rei dos Reis

CADASTRAMENTO

VÍDEO: Prazo final para biometria na região de Catolé do Rocha é antecipado, e Justiça alerta eleitores

MITO DA INTERNET

VÍDEO: Fenômeno Gleyfy Brauly bate recorde de audiência no Xeque-Mate e canta sucessos no ‘imbromation’

CALDEIRÃO POLÍTICO

VÍDEO: Aliado releva que dois vereadores de oposição estão rasgando elogios ao prefeito Airton Pires