header top bar

section content

Gerente da Regional de Saúde de Cajazeiras nega caso de ¨Gripe Suína¨ . Ouça áudio!

O secretário sousense disse que não existe nenhum caso de gripe suína e que CZ não deve interferir em Sousa.

Por

07/12/2011 às 18h44

A gerente da Nona Regional de Saúde de Cajazeiras, Maura Sobreira negou nesta quarta-feira (07), qualquer existência de caso de gripe A, H1N1, mais conhecida por “Gripe Suína”, na região. Ela disse que existem casos nas cidades circunvizinhas do Estado do Ceará e por fazerem fronteiras com Cajazeiras, Bom Jesus e Cachoeira dos Índios há a necessidade de conversar com a população e esclarecer a cerca da doença. “Na nossa regional não existe nenhum caso notificado nem de suspeita de gripe A”

Maura não confirmou a existência de gripe suína na cidade de Sousa, de um paciente de Cajazeiras como informou o secretário de Saúde do município, Pablo Leitão. A gerente disse que foi procurada pelo secretário municipal no sentido de divulgar e apoiar a secretaria para que a população conheça melhor a doença.

Ela disse ainda, que informou a Pablo a respeito de um caso suspeita na regional vizinha (Sousa), porém não havia se confirmado.

Ouça áudio!

Desmentindo
O secretário de comunicação da prefeitura de Sousa, Galvão rebateu as declarações do secretário cajazeirense e disse que achou muito estranha a atitude de Pablo, porque ocorreu um dia após ser divulgada em toda mídia paraibana que Cajazeiras é um dos municípios que corre risco de epidemia de dengue. “Essa notícia de gripe suína não procede. Ela é descabida e inverídica”.

Galvão explicou que a cidade recebeu algumas pessoas do Ceará, para uma vaquejada e uma delas apresentou dor de cabeça, mas foi diagnosticada e ficou comprovado que ela não estava infectada.

Ele disse que da regional de Sousa quem tem que cuidar é a 10ª regional e que Cajazeiras não tem que está adentrando aos assuntos e responsabilidades que são do município sousense.

“Acho muito estranho que após um dia da divulgação pelo Ministério da Saúde, colocando Cajazeiras como área de risco da dengue venha esse secretário fazer essa declaração”.  Galvão lamentou a postura do secretário de Cajazeiras. “Essa declaração foi no mínimo infeliz”.

Ouça áudio!

Entenda o caso
A população de Cajazeiras ficou em estado de alerta após as declarações do secretário de Saúde do município, Pablo Leitão, no programa da prefeitura nessa terça-feira (06), afirmando que a vizinha cidade de Sousa registrou um caso de gripe A, H1N1, mais conhecida por “Gripe Suína”.

A preocupação dos cajazeirenses aumenta porque a cidade faz fronteira com o Estado do Ceará e seria a porta de entrada para a doença, pois, vários casos já foram confirmados em algumas cidades próximas a Cajazeiras.

Pablo disse que está tomando as providências no sentido de preparar a cidade e criar uma rede de atendimento para os possíveis infectados. Ele informou que já providenciou a disponibilidade da vacina, que deve ficar no Hospital Regional para o atendimento as possíveis vítimas. “Vamos solicitar ao hospital regional uma ala para internamento das possíveis vítimas”.

O secretário informou, via twitter, que a notícia de gripe A em Sousa foi confirmada pele Gerente da Nona Regional de Saúde, Maura Sobreira. "Ela me disse que a pessoa era de Cajazeiras". Pablo disse também que não quer causar terror na população "A intenção nao é essa, e sim de nos prepararmos para uma situação critica que possa atingir a todos nós!" twittou o secretário.

Ouça áudio!

Secretária de Estado
A gerente executiva de Vigilância em Saúde da Secretaria de Estado da Saúde (SES), Júlia Vaz negou a existência de caso de H1N1 (gripe A), na cidade de Sousa ou em qualquer outro município da Paraíba. A informação da SES desmente o secretário de Cajazeiras e tudo o que foi publicado em alguns meios de comunicação do Estado acerca de casos notificados na Paraíba.
Segundo ela, na semana passada estava acontecendo uma vaquejada em Sousa e chegaram dez pessoas oriundas da cidade de Pedra Branca, no Ceará, onde aconteceu um surto da H1N1.

Elas procuram o serviço de saúde, se identificaram, falaram sobre o surto da doença na cidade e perguntaram se precisaria ser submetidos a algum procedimento extra.

A SES, no mesmo dia, deslocou para o município de Sousa técnicos do Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen) e do Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde (Cievs). No processo de investigação, ficou constatado que não existia nenhuma pessoa com sintomas da gripe e que não havia nenhum risco de transmissão da doença no município.

Júlia explicou que H1N1 só é transmitida mediante a presença de um portador da doença. "No caso de Sousa, como não havia portadores, não teve risco de transmissão. Mesmo assim, pela ocorrência da vaquejada, quando aconteceria a concentração de pessoas de várias localidades, a Secretaria Municipal de Saúde foi orientada a manter a vigilância para qualquer caso suspeito de influenza. A SES, inclusive, entregou ao município tratamentos de tamiflu, para qualquer emergência que viesse a acontecer”, finalizou.

DIÁRIO DO SERTÃO
 

AMIGO DE BRÁULIO BESSA

VÍDEO: Poeta que esteve no Encontro com Fátima Bernardes foi o convidado do Xeque-Mate da semana; VEJA!

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa: Em Continência ao Senhor Jesus com os membros da Igreja Pentecostal de Jerusalém

DIÁRIO ESPORTIVO

DIÁRIO ESPORTIVO: Tudo que rolou no Campeonato Brasileiro e os preparativos para o Paraibano

MARIA CALADO NA TV

Programa Maria Calado na Tv recebe Everly Paloma e Forró Bom de Mexer de Ipaumirim- CE