header top bar

section content

Cagepa realiza obras em 19 municípios do Estado da Paraíba; investimento são da ordem de R$ 210 mi

Uma das obras mais significativas é a Transposição Litorânea, que consiste na ampliação do sistema de abastecimento de água da Grande João Pessoa

Por

30/11/2011 às 14h06

O Governo do Estado, por meio da Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa), vem buscando, ao longo dos últimos dez meses, melhorar os serviços de abastecimento de água e de esgotamento sanitário para a população paraibana. Atualmente, a empresa está executando obras que vão beneficiar, diretamente, moradores de 19 municípios do Estado. Os serviços em execução representam um investimento da ordem de R$ 210 milhões.

Uma das obras mais significativas é a Transposição Litorânea, que consiste na ampliação do sistema de abastecimento de água da Grande João Pessoa e que irá favorecer, com o aumento da oferta de água, além da Capital, moradores das cidades de Bayeux, Santa Rita, Cabedelo e Conde. "Estamos investindo, juntamente com o Governo Federal, cerca de R$ 124 milhões para assegurar água de boa qualidade para 1,5 milhão de pessoas, durante os próximos 20 anos”, destaca Deusdete Queiroga, presidente da Cagepa.

Ele acrescenta que a obra da Transposição Litorânea está com um percentual de execução na margem dos 76%. "Nossa meta é já atravessarmos o próximo verão com tranquilidade, no que se refere ao aumento da oferta de água para a população”, reforça.

Coordenação
De acordo com o coordenador da obra, engenheiro Luis Rômulo Araújo, o serviço consiste na construção de dois reservatórios apoiados, com capacidades para cinco mil e 40 mil metros cúbicos de água; três Estações Elevatórias de Água Bruta; implantação de 38 quilômetros de adutora; um canal de aproximação; uma barragem de acumulação; e duplicação da capacidade de armazenamento e tratamento da Estação de Tratamento de Água de Gramame.

Em Campina Grande
Outra obra de abastecimento de água de grande relevância que vem sendo executada pelo Governo do Estado, juntamente com o Governo Federal, por meio do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), é a ampliação do Sistema Adutor da cidade de Campina Grande.

"A Cagepa está construindo 19.722 metros de adutora, de 600 milímetros, para atender uma população de aproximadamente 500 mil habitantes de Campina Grande, Pocinhos, Lagoa Seca, Lagoa de Roça, Matinhas e Alagoa Nova; dos distritos de Galante e São José da Mata; e do povoado de Jenipapo”, informa Queiroga. Ele acrescenta que a obra do Sistema Adutor São José representa um investimento de R$ 22 milhões.

De acordo com o gerente de Obras da Cagepa, o engenheiro Simão Araújo, a Companhia também está concluindo o novo Sistema de Tratamento de Esgotos em Campina Grande. Estão sendo investidos, segundo ele, cerca de R$ 15 milhões na construção de uma Estação Elevatória de Esgotos, 1,3 mil metros de emissário, quatro lagoas facultativas e duas lagoas de estabilização. Segundo ele, com a conclusão do novo sistema de tratamento de esgotos, serão beneficiados cerca de 400 mil habitantes.

"Também estamos com obras de esgotamento sanitário nas cidades de Guarabira, Cajazeiras e Patos. No total, as obras representam um investimento de R$ 16 milhões e irão beneficiar uma população de aproximadamente 47 mil moradores das três cidades”, acrescenta.

Em Cabedelo
Já em Cabedelo, ainda de acordo com Simão Araújo, o Governo do Estado está investindo cerca de R$ 20 milhões em obras de implantação e ampliação do sistema de esgotamento sanitário. Além da conclusão de três estações elevatórias de esgotos, estão sendo construídas outras quatro, além de 16,4 mil metros de rede coletora e 8,7 mil metros de emissário. Também estão sendo executadas 1.910 ligações domiciliares.

"Dentro desse universo de ligações, estamos efetuando 1.230 ligações intradomiciliares, que atenderão a população de baixa renda”, ressalta o subgerente de obras no Litoral, engenheiro Victor Hugo Santos. Ele explica que, como muitas residências precisam passar por adequações nas instalações hidráulicas internas, o projeto prevê a execução dessas ligações intradomiciliares por parte da Cagepa.

De acordo com o engenheiro, a obra, que está sendo executada com recursos do PAC, beneficia dez mil moradores da cidade. Quando estiver pronta, o conjunto garantirá total funcionalidade para qualquer outra obra de esgotos que venha a ser executada na cidade.

A professora Josineide Melo, da rede pública estadual, destaca a importância e a necessidade de uma obra de esgotamento sanitário. Para ela, contar com rede de esgotos em casa facilita a vida. "A gente não precisa se preocupar, por exemplo, com a limpeza das fossas. Não precisa guardar esgotos em casa. Já com a rede da Cagepa, a gente sabe que existe um destino certo, e isso me deixa despreocupada”, afirma.

Da Secom
 

NO CALDEIRÃO POLÍTICO NA TV

Advogado fala da profissão, discute política e diz que Luciano Cartaxo é favorito nas eleições de 2018

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa Em Continência ao Senhor Jesus com o Ministério de Louvor: Fonte de água da vida

SAÚDE MENTAL

VÍDEO: “Psicologia no Ar” reestreia na TV debatendo as dúvidas e estereótipos que os psicólogos carregam

ENTREVISTA

VÍDEO: Com demonstrações ao vivo, fisioterapeuta cajazeirense explica como funciona a Quiropraxia