header top bar

section content

Energisa passa 17 horas para restabelecer serviços em adutora e deixa CZ sem água; População se revolta

A empresa demorou 17 horas para atender o chamado da Cagepa de Cajazeiras, para regularizar os serviços, deixando a população sem água.

Por

21/10/2011 às 16h36

Após as fortes chuvas que caíram em toda região de Cajazeiras, a adutora de Boqueirão, que abastece o município foi atingida pela falta de energia, que iniciou às 18:00 horas dessa quinta-feira (20) e se estendeu até às 11:00 horas desta sexta-feira (21), totalizando 17 horas sem o serviço, deixando toda cidade sem abastecimento d´água.

No local funcionam seis conjuntos de motores de 100 CV´s cada um deles e após a regularização dos serviços de energia, os funcionários da Cagepa tiveram que restabelecer o funcionamento dos motores um a um, para não haver sobrecarga elétrica, deixando a sociedade cajazeirense sem o fornecimento de água por um dia inteiro.

O radialista Marcos Rodrigues repudiou a má prestação de serviços da Energia e disse “a concessionária de energia do Estado presta um péssimo serviço à população”. Disse indignado.

Cagepa
O gerente regional da Cagepa, com sede em Cajazeiras, Cleudismar Alexandre Maciel (Neném da AVASP) informou que vai normalizar primeiro, o abastecimento do Hospital Regional da cidade, que presta serviços essenciais e do IFPB (Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia da Paraíba), onde serão realizadas as provas do Enem nesse sábado (22) e domingo (23).

População
O morador do bairro Por do Sol, o senhor Tadeu de Sousa deu nota zero para a Energisa, pois segundo ele, a empresa não respeita os seus consumidores. “É um fato lamentável. Eles têm um atendimento péssimo”.

A senhora Francisca Lima, do bairro Ronaldo Cunha Lima, afirmou que a empresa quando pertencia ao Estado, a sociedade era feliz e não sabia, pois os serviços eram prestados com mais respeito aos anseios do povo. “A Energisa não tem responsabilidade”.

Já Adriano da Vila Nova, declarou que a população vem sendo massacrada pela Energisa. “Essa empresa é irresponsável. A prestação de serviços está ai ao Deus dará”.

O outro lado
Em contato com o funcionário da empresa, o senhor Francisco de Assis, este informou que não poderia prestar nenhum esclarecimento sobre o assunto, adiantando que o gerente local, o senhor Marckson estava em reunião e não poderia ser interrompido.

Procon
A coordenadora do Procon de Cajazeiras, Andréa Coutinho, afirmou que não chegou ao conhecimento do Órgão nenhuma reclamação de consumidor acerca desse caso e alertou que aqueles que se sintam prejudicados procurem o Procon ou o Ministério Público para formalizar suas reclamações.

DIÁRIO DO SERTÃO
 

DA REGIÃO DE CAJAZEIRAS

VÍDEO: Do assassinato do pai ao sucesso na política, prefeito conta trajetória de superação no Interview

'AULÃO SOLIDÁRIO'

VÍDEO: Ordem DeMolay de Cajazeiras promove aulão gratuito preparatório para o ENEM; veja como participar

ENTRETENIMENTO

Maria Calado na TV com os integrantes do espetáculo “Trinca mas não quebra” e o cantor Lucas Soares

ALÍVIO

VÍDEO: Presidente da OAB de Cajazeiras afirma que a Comarca de Bonito de Santa Fé não será mais fechada