header top bar

section content

Cavalos ocupam as principais ruas de Sousa durante protesto realizado por vaqueiros: “É uma injustiça, uma nação prejudicada”. Vídeo!

Assim como ocorre em outras regiões do país, os organizadores não concordam com a decisão do STF. Confira os detalhes aqui

Por Campelo - Diário do Sertão em Sousa

11/10/2016 às 14h00 • atualizado em 11/10/2016 às 17h48

Vaqueiros e trabalhadores de vaquejadas do município de Sousa saíram às ruas da cidade nesta terça-feira (11) em protesto contra a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que pode tornar a prática ilegal em todo o país. Os ministros consideraram que a atividade é inconstitucional e que impõe sofrimento ao animal.

Um aboiador conduziu um grupo de cerca de 100 vaqueiros que iniciaram o protesto por volta das 11h, no Parque de Vaquejada Júlia Beatriz, no bairro do Alto Cruzeiro, e seguiram pelas principais avenidas da cidade com uma faixa com a seguinte frase: “Sousa Pela Vaquejada”.

Vaqueiros realizaram protesto em Sousa (foto: Charley Garrido)

Vaqueiros realizaram protesto em Sousa (foto: Charley Garrido)

A vaquejada é uma tradição cultural nordestina na qual um boi é solto em uma pista e dois vaqueiros montados a cavalo tentam derrubá-lo.

Assim como ocorre em outras regiões do país, os organizadores não concordam com a decisão do STF. Eles pedem que o congresso aprove uma emenda constitucional que regulamente a vaquejada e que torne a prática como patrimônio imaterial da cultura brasileira.

Veja fotos!

 

DIÁRIO DO SERTÃO

DIÁRIO ESPORTIVO

DIÁRIO ESPORTIVO: Tudo que rolou no Campeonato Brasileiro e o resumo da rodada do Paraibano

MENSAGEM DE ESPERANÇA

Mensagem de Esperança com Rodrigo Almeida e Nelson Dantas

ENTRETENIMENTO

ASSISTA: Forró das Gatas de Aurora no Ceará agita programa de Maria Calado e bate recorde de audiência

EFEITO IMEDIATO

VÍDEO: Após protesto nas ruas, chefe da PM anuncia ações para combater o crime em São João do Rio do Peixe