header top bar

section content

‘De Repente no Espaço’ traz Helânio Moreira e Raimundo Caetano

O projeto é a oportunidade de conferir a performance desses dois nomes da arte do repente. Poetas que trazem consigo o dom que os permite trazer o verso no improviso.

Por Priscila Belmont

05/07/2017 às 09h29 • atualizado em 05/07/2017 às 09h30

Raimundo Caetano - Conhecido por transformar o improviso em obra-prima.

A cultura popular nordestina tem encontro marcado, nesta quarta-feira (5), na edição de julho do projeto De Repente no Espaço, em João Pessoa. Os convidados do mês são Helânio Moreira (RN) e Raimundo Caetano (PB), que prometem uma noite de improvisos e violadas. O evento acontece no mezanino do Teatro Paulo Pontes do Espaço Cultural José Lins do Rego, a partir das 19h e a entrada é gratuita. A apresentação é de Iponax Vila Nova, declamador oficial do evento.

Quem já conhece a dinâmica das apresentações sabe que o público também tem o seu momento de interação com os convidados, sugerindo temas e rimas. O apresentador é uma atração à parte, com sua memória infalível ao declamar versos de poetas que são referência na arte do repente.

Para o público fiel do projeto é a oportunidade de conferir a performance desses dois nomes da arte do repente. Poetas que trazem consigo o dom que os permite trazer o verso no improviso. Rápidos no raciocínio e no gatilho mental, os dois têm sempre a resposta de imediato ao oponente.

Raimundo Caetano – Conhecido por transformar o improviso em obra-prima, esmerando-se no acabamento dos versos, refinando e polindo as estrofes, dando-lhes um toque de classe e beleza de tal forma que teve o seu trabalho comparado ao de um arquiteto, sendo apelidado de ‘Arquiteto do Repente’.

Helânio Moreira – Ele decidiu ser repentista ainda na pré-adolescência. “Eu assistia ao programa ‘Poesia, verso e viola’. Meu pai era ouvinte do programa e gostava muito de cantoria. Cresci achando que seria ouvinte de cantoria, mas aos 13 anos vi que eu tinha facilidade de compor”, conta.

Helânio Moreira – Decidiu ser repentista ainda na pré-adolescência.

Iponax Vila Nova – Nascido na cidade de Cajazeiras no alto sertão paraibano, filho do pernambucano Ivanildo Vila Nova, o maior dos repentistas da atualidade, Iponax cresceu com a poesia no seu dia-a-dia. A poesia e a viola de Ivanildo estavam em todos os lugares da casa, e aos poucos foi despertando no menino o desejo de participar dessa disseminação da cultura popular. Fez da poesia a régua e compasso no seu projeto de vida. Ainda muito jovem, levou sua arte para os mais distantes grotões do país. Um verdadeiro ativista da cultura matuta, é um grande articulador da arte do repente, considerado um dos grandes nomes da poesia e da declamação dos nossos dias.

Sobre o projeto – O “De Repente no Espaço” é um evento mensal da Funesc lançado em julho de 2015 e faz parte das ações de ocupação do Espaço Cultural. Os encontros acontecem na primeira quarta-feira do mês. A cada edição, o público conta com diferentes atrações da Paraíba e de outros Estados da região. Em janeiro e julho de 2016 foram realizados o 1º e 2º “Desafio De Repente”, com várias duplas de repentistas da Paraíba e de outros Estados.

O apresentador oficial e declamador é Iponax Vila Nova, coordenador do projeto que além conduzir as cantorias realiza oficina de declamação e versos pelo Estado, dentro do projeto.

Serviço:
De Repente no Espaço
Convidados: Raimundo Caetano (PB) e Helânio Moreira (RN)
Apresentação: Iponax Vila Nova
Data: quarta-feira, 5 de julho
Hora: 19h
Local: Mezanino 2, Espaço Cultural José Lins do Rego
Entrada: gratuita
Realização: Funesc/Governo do Estado da Paraíba

Secom

CACHOEIRA DOS ÍNDIOS

VÍDEO: Ex-prefeito rompe o silêncio, fala de derrota e lamenta promessa não cumprida de atual gestor

ENTREVISTA

VÍDEO: Do vício em jogo à fama, ‘Rei das Tapiocas’ de Cajazeiras conta trajetória no programa Xeque-Mate

MARIA CALADO NA TV

Programa Maria calado na TV recebe os Quentes da Pegada da cidade de São João do Rio do Peixe

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa Em Continência ao Senhor Jesus com a participação do Sargento Souza e Marcos Alan