header top bar

section content

Professor universitário denuncia prefeitura, MP e empresário por máfia do Carnaval

Comentário do professor foi postado na rede social Facebook.

Por

23/01/2016 às 14h41

O professor universitário e militante do Partido dos Trabalhadores em Cajazeiras, José Maria Gurgel fez duras críticas ao governo municipal e ao Ministério Público ao comentar sobre o desabafo do vereador foi após a assinatura de um Termo de Ajustamento de Conduta limitando o funcionamento dos blocos e praças alternativas.

VEJA TAMBÉM

► Vereador acusa autoridades de acabarem com o carnaval de Cajazeiras; Advogado completa: ‘MP sepultou e instaurou Toque de Recolher em Cajazeiras’

► Elite: Carnaval de Cajazeiras terá áreas VIP, Prime e entrada pode sofrer aumento. Vídeo​

► Vereador defende 'Praça dos Blocos' no Carnaval de Cajazeiras e diz que se tentarem tirar, terá briga

José Maria comentou através da rede social, Facebook, sobre a polêmica gerada em Cajazeiras e um dos assuntos mais comentados da semana por toda imprensa, inclusive estadual, que lamentou o ocorrido.

O petista criticou a limitação da liberdade de ir e vir, garantida pela Constituição Federal e declarou que Cajazeiras está vivendo novamente uma “Ditadura“.

Indignado com a decisão, o professor ainda tachou a administração pública, o Ministério Público e o empresário Tiko Miudezas de formarem uma máfia, que transformaram o carnaval, uma manifestação cultural em uma fonte de lucro.

DIÁRIO DO SERTÃO

CASA NOVA

Locutor esportivo troca de emissora de rádio em Cajazeiras e revela mágoa: “Tomei uma pancada violenta”

NOVIDADES

VÍDEO: Novo padre da Paróquia São João Bosco confirma que pretende revitalizar a Praça Camilo de Holanda

AO VIVO NA TV

BOMBA! Ator cajazeirense revela que foi estuprado quando era coroinha de igreja: “Fui pra missa chorando” – ASSISTA!

TEM POTENCIAL

VÍDEO: Atleta cajazeirense pede ajuda pra realizar sonho de correr a São Silvestre; veja como patrocinar