header top bar

section content

Alunos de Banda Cabaçal do sertão fabricam seu próprio instrumento e mantêm tradição

O Grupo de alunos mostra fidelidade e dá continuidade à cultura regional

Por

21/01/2016 às 19h19

A Banda Cabaçal de Serra Grande, no Vale do Piancó, tem mais de um século de existência, 'desde 1912' vem resistindo ao tempo e atuando na cultural da região. Os alunos do grupo vieram na TV Diário do Sertão e mostraram suas atividades artísticas no programa Café Conectado.

Histórico

A Banda Cabaçal ou Banda de Couro é o conjunto musical mais típico do interior cearense, notadamente da região caririense. Originou-se no meio dos escravos africanos, segundo alguns estudiosos, mas se desenvolveu e adquiriu suas peculiaridades principais entre o próprio povo do Cariri. Outros justificam a influência indígena, possivelmente devido ao uso de instrumentos, de características indígenas. A Banda Cabaçal se compunha de quatro elementos tocando zabumba, pífaros e uma caixa. Atualmente é comum ver-se cinco elementos vez que, o uso dos pratos, foi introduzido, talvez por influência da Banda de Música. Quanto ao termo “cabaçal”, tem como explicação a semelhança do barulho do conjunto com aquele produzido pelo choque decabaças secas. 

Persistência

"Não se pode gostar daquilo que não conhece" disse a secretaria de cultura de Serra Grande, Maria Vidal de Moura, que falou das dificuldade de manter viva a história da banda cabaçal da cidade e disse que os alunos que dão continuidade ao projeto produzem seus próprios instrumentos; assista no vídeo acima.

DIÁRIO DO SERTÃO

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa Em Continência ao Senhor Jesus com os membros da Igreja Fonte de água da vida e o Pr. Nilton

ENTREVISTA BOMBÁSTICA

VÍDEO: Declarações polêmicas e provocações marcam o programa Xeque-Mate com o ex-prefeito Carlos Antônio

VÍDEO

Ex-aliado diz que prefeito de Cajazeiras forma “organização criminosa” e aponta gordas gratificações

DIÁRIO ESPORTIVO

Confira o resumo da rodada no programa Diário Esportivo com Luiz Júnior