header top bar

section content

Prefeitos do Sertão fazem caixa milionário para 2012; CZ e SZ passam os R$ 12 Milhões

De acordo com o SAGRES, neste ano de 2011, cerca de 44 prefeituras sertanejas, acumularam em caixa mais de R$ 70 milhões para as eleições.

Por

17/10/2011 às 18h59

Os prefeitos que vão disputar a reeleição no ano de 2012, estão gastando menos em obras nos municípios, do que aqueles que vão enfrentar o próximo pleito. O objetivo para a redução dos gastos é retardar o andamento das obras nesse ano de 2011 e acelerar a partir do próximo, para inaugurá-las no limite do prazo legal, para que as ações possam resultar em votos. Agindo assim, os gestores fazem caixa para a próxima campanha.

Segundo informações do Sistema de Acompanhamento da Gestão dos Recursos da Sociedade (SAGRES) do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba, os prefeitos que irão se candidatar nas próximas disputas eleitorais são os que mais estão economizando recursos públicos.

De acordo com o SAGRES, nesse ano de 2011, 44 prefeituras sertanejas do Estado da Paraíba, acumularam em caixa o valor de mais de R$ 70 milhões.

O montante é referente a verbas recebidas no primeiro semestre desse ano de 2011, e foram calculados com base na receita e nas despesas dos municípios disponibilizados no SAGRES.

Os investimentos dos gestores são focalizados nas áreas de educação com construção e reformas de escolas, área de saúde com obras no SAMU e USF, e na área de infraestrutura com investimentos em saneamento básico, pavimentação de ruas, entre outros.

No Sertão, o município de Sousa lidera o ranking das cidades com mais recursos em caixa, com o valor acumulado de R$ 6.184.506,79. Em seguida vem Cajazeiras com 5.947.853,69. O terceiro lugar dos gestores candidato a reeleição com mais recurso em caixa está, Pombal com uma economia de 5.89.701,80.

A matéria foi publicada neste domingo (17), na edição do Jornal Correio da Paraíba.

Confira a tabela com os municípios do Sertão da Paraíba e os respectivos saldos acumulados.

Cidade 

Saldo R$

Água Branca

2.625.685, 40

Aguiar

808.473, 77

Aparecida

494.299, 51

Belém do Brejo do Cruz

1.382.169, 29

Bom Jesus

998.535, 55

Bonito de Santa Fé

1.634.449, 53

Brejo do Santos

666.471, 00

Cachoeira dos Índios

1.176.311, 39

Cajazeiras

5.947.853, 69

Catolé do Rocha

2.168.308, 57

Conceição

2.615.588, 64

Emas

1.016.515, 79

Ibiara

2.046.655, 86

Itaporanga

2.789.411, 27

Lagoa

1.620.573, 51

Manaíra

2.231.212, 70

Marizópolis

1.328.172, 35

Mato Grosso

935.476, 84

Nazarezinho

1.009.276, 55

Nova Olinda

891.422, 69

Olho d’Água

1.300.762, 25

Paulista

1.681.886, 04

Pedra Branca

1.273.557, 38

Poço José de Moura

1.042.042, 35

Pombal

5.089.701, 80

Quixaba

969.181, 09

Santa Cruz

893.397, 44

Santa Terezinha

1.272.358, 78

Santana de Mangueira

778.358, 29

Joca Claudino

1.325.260, 43

São D. de Pombal

735.473, 92

São José da L. Tapada

1.319.622, 91

São José de Caiana

666.865, 93

São José de Espinharas

686.968, 04

São José de Piranhas

3.705.345, 32

São José de Princesa

953.037, 82

São José do Bonfim

442.458, 83

São J. do Brejo do Cruz

633.138, 76

São Mamede

Tags:

“Boca Quente” fala sobre Nilvan, Josival, Gutemberg e narra fato que mais lhe chamou atenção na área policial

PROGRAMA XEQUE-MATE

VÍDEO: Padre e missionários falam sobre recuperação de dependentes químicos na região de Cajazeiras

DIÁRIO ESPORTIVO

Ao lado de grandes nomes da imprensa, Diário Esportivo debate as rodadas da Série C e D do Paraibano

PARTIU PARA O ATAQUE

VÍDEO: Júnior Araújo diz que José Aldemir vai perseguir servidores que não apoiarem campanha de Paula