header top bar

section content

Empresários sertanejos conseguem fechar contratos milionários com Cuba. Confira!

Participam da transação comercial em Cuba 11 empresas do Estado da Paraíba, gerando uma expectativa de US$ 5,5 milhões para empresas paraibanas.

Por

27/09/2011 às 08h30

A viagem internacional do governador Ricardo Coutinho (PSB) a Cuba geraram vários benefícios comerciais a Paraíba. Segundo o empresário Arlan Rodrigues que participou da comitiva um dos contratos fechados em Cuba, foi entre a empresa Transportes Marajó e a empresa estatal cubana Transcargo, para o transporte logístico dos produtos exportados na região Norte/ Nordeste para Cuba.

De acordo com Arlan, o acordo de cooperação prevê que o transporte dos produtos a serem exportados do Brasil para Cuba, seja realizado pela empresa paraibana e que ao chegar em Cuba seja transferido pela Transcargo.

As rodadas de negócios que os empresários paraibanos participaram, geraram uma expectativa de negócios de US$ 5,5 milhões para as 11 empresas do Estado.

Participaram ao todo das rodas de negócios, as empresas, Transporte Marajó, Intrafrut, Atacadão Rio do Peixe, Vijei Elétrica do Brasil, Fofex Indústrias de papéis, Pau Brasil, Samara Calçados Infantis, Jotabá Indústria e Comércio de Calçados, Calçados Jusceman, Calçados São João e Cia Usina São João.

Os empresários Deca do Atacadão e Fábio Tayrone (gestor da cidade de Sousa) fizeram contatos para venda de produtos no atacado para empresas cubanas que vão se instalar no Brasil em busca de mais oferta de crédito.

DIÁRIO DO SERTÃO com informações do Radar Sertanejo

 

Tags:

“Boca Quente” fala sobre Nilvan, Josival, Gutemberg e narra fato que mais lhe chamou atenção na área policial

PROGRAMA XEQUE-MATE

VÍDEO: Padre e missionários falam sobre recuperação de dependentes químicos na região de Cajazeiras

DIÁRIO ESPORTIVO

Ao lado de grandes nomes da imprensa, Diário Esportivo debate as rodadas da Série C e D do Paraibano

PARTIU PARA O ATAQUE

VÍDEO: Júnior Araújo diz que José Aldemir vai perseguir servidores que não apoiarem campanha de Paula