header top bar

section content

Alunos de escola estadual de Cajazeiras têm aulas de meditação e equilíbrio emocional

O objetivo é fazer com que os alunos tenham melhor desempenho e estreitem a relação entre a escola e a comunidade.

Por Luzia de Sousa

26/07/2016 às 13h46

Alunos da cidade de Cajazeiras (Foto: Assessoria)

Cerca de 30 alunos da Escola Estadual Desembargador Boto de Menezes, em Cajazeiras, participam das aulas de equilíbrio emocional e meditação. A iniciativa, desenvolvida por uma professora do 5º ano, é colocada em prática há cerca de cinco anos. O objetivo é fazer com que os estudantes tenham melhor desempenho, em sala, e estreitem a relação entre a escola e a comunidade.

De acordo com a idealizadora do projeto, a professora Cícera Freire, que ensina há 14 anos na escola, a ação começou a ser desenvolvida, depois que ela observou o comportamento dos alunos e percebeu que precisava de algo que mantivesse a concentração deles direcionada ao aprendizado, por mais tempo. “Eu vi que precisava inovar e criar alguma coisa que pudesse chamar a atenção dos alunos em sala e passei a trabalhar a inteligência emocional”, explicou.

A professora ressalta que a estratégia ultrapassa as dependências da escola, já que os jovens chegam em casa e acabam refletindo outro comportamento, chegam mais calmos e dedicados ao bom convívio social. “Recebo vários relatos de familiares que registram um comportamento diferente dos alunos depois que passam pelas aulas de equilíbrio emocional”, enfatizou.

Liga pela Paz – As aulas de meditação e equilíbrio emocional, realizadas pela professora Cícera Freire, foram reforçadas com a metodologia Liga pela Paz, que começou a ser aplicada em 2014, na rede estadual. A proposta da iniciativa é complementar as ações da professora de Cajazeiras, isto é, implantar uma cultura de paz e não violência nas escolas, bem como contribuir para melhoria da aprendizagem e da convivência dos alunos.

A Liga pela Paz já conseguiu reduzir em 34% os comportamentos problemáticos na sala de aula, como: agressividade destrutiva, hiperatividade e tristeza/depressão. Este ano, além dos alunos do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental I, a metodologia se estende aos estudantes do 6º e 7º anos do Ensino Fundamental II, com conteúdo teórico e atividades psicopedagógicas ministradas por professores de Artes.

Secom

DIÁRIO ESPORTIVO

Diário Esportivo recebe o professor Sérgio Cunha divulgando o IV Open paraibano de Karatê; Confira!

CASA NOVA

Locutor esportivo troca de emissora de rádio em Cajazeiras e revela mágoa: “Tomei uma pancada violenta”

NOVIDADES

VÍDEO: Novo padre da Paróquia São João Bosco confirma que pretende revitalizar a Praça Camilo de Holanda

AO VIVO NA TV

BOMBA! Ator cajazeirense revela que foi estuprado quando era coroinha de igreja: “Fui pra missa chorando” – ASSISTA!