header top bar

section content

Alunos de escola estadual de Cajazeiras têm aulas de meditação e equilíbrio emocional

O objetivo é fazer com que os alunos tenham melhor desempenho e estreitem a relação entre a escola e a comunidade.

Por Luzia de Sousa

26/07/2016 às 13h46

Alunos da cidade de Cajazeiras (Foto: Assessoria)

Cerca de 30 alunos da Escola Estadual Desembargador Boto de Menezes, em Cajazeiras, participam das aulas de equilíbrio emocional e meditação. A iniciativa, desenvolvida por uma professora do 5º ano, é colocada em prática há cerca de cinco anos. O objetivo é fazer com que os estudantes tenham melhor desempenho, em sala, e estreitem a relação entre a escola e a comunidade.

De acordo com a idealizadora do projeto, a professora Cícera Freire, que ensina há 14 anos na escola, a ação começou a ser desenvolvida, depois que ela observou o comportamento dos alunos e percebeu que precisava de algo que mantivesse a concentração deles direcionada ao aprendizado, por mais tempo. “Eu vi que precisava inovar e criar alguma coisa que pudesse chamar a atenção dos alunos em sala e passei a trabalhar a inteligência emocional”, explicou.

A professora ressalta que a estratégia ultrapassa as dependências da escola, já que os jovens chegam em casa e acabam refletindo outro comportamento, chegam mais calmos e dedicados ao bom convívio social. “Recebo vários relatos de familiares que registram um comportamento diferente dos alunos depois que passam pelas aulas de equilíbrio emocional”, enfatizou.

Liga pela Paz – As aulas de meditação e equilíbrio emocional, realizadas pela professora Cícera Freire, foram reforçadas com a metodologia Liga pela Paz, que começou a ser aplicada em 2014, na rede estadual. A proposta da iniciativa é complementar as ações da professora de Cajazeiras, isto é, implantar uma cultura de paz e não violência nas escolas, bem como contribuir para melhoria da aprendizagem e da convivência dos alunos.

A Liga pela Paz já conseguiu reduzir em 34% os comportamentos problemáticos na sala de aula, como: agressividade destrutiva, hiperatividade e tristeza/depressão. Este ano, além dos alunos do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental I, a metodologia se estende aos estudantes do 6º e 7º anos do Ensino Fundamental II, com conteúdo teórico e atividades psicopedagógicas ministradas por professores de Artes.

Secom

MERCADO NEGRO

EXCLUSIVO: Padre denuncia que Cajazeiras está repleta de ‘locadoras de armas’: “A polícia sabe” – VÍDEO!

PARABÉNS

VÍDEO: Veja a mais nova música que homenageia a cidade de Cajazeiras nos seus 154 anos de emancipação

AO VIVO

Assista ao Debate de Cajazeiras completo; vários temas foram levantados para melhorar a cidade

CACHOEIRA DOS ÍNDIOS

VÍDEO: Ex-prefeito rompe o silêncio, fala de derrota e lamenta promessa não cumprida de atual gestor