header top bar

section content

veja mais Região de Cajazeiras

Xô preconceito: Escolas de comunidades de São João do Rio do Peixe se unem em projeto do “Dia da Consciência Negra”. FOTOS!

As apresentações dos alunos foram mostrando as diferentes etnias, a formação do povo brasileiro e a Lei Áurea.

Por Luzia de Sousa

20/11/2016 às 15h09

As escolas municipais de São João do Rio do Peixe apresentam a culminância do projeto educacional “Um Olhar Negro” em comemoração ao “Dia da Consciência Negra”, as mesmas se reuniram e deram uma aula para os alunos, pais e pessoas da comunidade. O encontro aconteceu nessa sexta-feira (18), na quadra do Sr. Biriba, na comunidade de Várzea da Serrinha.

A abertura se deu com a execução do Hino Nacional e logo após foram abordados assuntos desde o descobrimento do Brasil até os dias atuais em relação a cultura negra no Brasil.

As apresentações dos alunos foram mostrando as diferentes etnias, a formação do povo brasileiro, a Lei Áurea, essa assinada e mostrada aos participantes uma cópia.

A apresentação contou com a participação da aluna Thalyta Maria de Abreu, outros alunos apresentaram as raças ” índios, brancos e negros, um pai de aluno se apresentou como Zumbi dos Palmares, comidas típicas dos escravos, a música Negra Maluca e por último foi abordado o tema “Preconceito”.

O prejeto contou com a participação das professoras da escola do Sítio Pereiros:  Jocivalda Abreu e Lindervânia Lopes e a professora Aurilene Fernandes, da escola Maria de Sousa Lira Muniz, no Sítio Várzea da Serrinha.

.

DIÁRIO DO SERTÃO

INTERVIEW

Promotor ‘manda’ município retirar mercadorias de calçadas, cita saúde como problema e lamenta: “O povo continua votando em corruptos”

CAMPEONATO PARAIBANO

VÍDEO: Com estádio superlotado, Atlético de Cajazeiras joga mal e é goleado pelo Botafogo de João Pessoa no primeiro jogo da semifinal

TROVEJOU EM CAJAZEIRAS

VÍDEO: Com novo treinador, Atlético vence Inter, volta ao G4 e vai para última rodada decidir vaga com time de Campina

FERVENDO

Oposicionista de Sousa aponta erros de André que o fizeram freguês de Tyrone, cobra redução da taxa, revela seu pecado e dispara: “Palhaçada”