header top bar

section content

“Liga pela Paz” melhorou comportamento de 80% de alunos da rede estadual

O evento foi realizado pela SEE, no Centro de Formação de Educadores Professora Elisa Bezerra Mineiros, no Bairro de Mangabeira, em João Pessoa.

Por Priscila Belmont

15/12/2016 às 16h40

Sec executiva da educação (foto: Vanivaldo Ferreira)

Em quatro anos de implantação da “Metodologia Liga pela Paz”, 100 mil alunos da rede estadual de ensino foram envolvidos na iniciativa e 80% melhoraram o comportamento. Cento e oitenta mil famílias foram relacionadas à ação e 657 escolas participaram da Liga, em 191 municípios.

Os dados foram divulgados, oficialmente, no 1º Seminário de Educação Emocional e Social na Paraíba sobre o tema “Reflexões sobre o valor das emoções e a construção da autoestima”. O evento foi realizado pela Secretaria de Estado da Educação (SEE), no Centro de Formação de Educadores Professora Elisa Bezerra Mineiros, no Bairro de Mangabeira, em João Pessoa.

De acordo com a secretária executiva de gestão pedagógica da SEE, Roziane Marinho, que fez a abertura do evento, a metodologia, que começou a ser aplicada no Estado em 2013, vem surtindo efeitos muito positivos. “Já em 2013, 67% das crianças e adolescentes que estudavam nas escolas que possuía a ‘Liga pela Paz’ desenvolveram habilidades socioemocionais que mudaram o comportamento delas em sala e em casa. Hoje, esse percentual gira em torno de 80%”, revelou. “Quanto maior o envolvimento do aluno com a metodologia, maior é a probabilidade dele melhorar a aprendizagem”, complementou a secretária.

O criador da metodologia “Liga pela Paz” no Brasil, o orientador de inteligência relacional João Roberto de Araújo, participou do seminário. “O desenvolvimento dessa iniciativa nasceu da necessidade de atender a demanda de gestores, professores e alunos que se mostravam interessados em melhorar as relações socioemocionais, mas não sabiam como”, explicou o orientador, que faz palestras sobre o tema há 30 anos.

De acordo com ele, dos 21 Estados que já aplicaram a metodologia, a Paraíba se destaca pela regularidade e resultados com a iniciativa. “Precisamos envolver a família e a comunidade nessa guerra que a escola trava contra o analfabetismo emocional”, reforçou.

O secretário de Prevenção à Violência em Alagoas, Jardel Aderico, também esteve no Seminário de Educação Emocional e Social na Paraíba. Ele ressaltou que a “experiência da Paraíba com a ‘Liga Pela Paz’ serve de exemplo para ser devidamente observado, porque as crianças que estão sendo educadas, agora, com essa iniciativa, vão se tornar cidadãos menos violentos lá na frente”, explicou.

Uma das professoras, que usam a metodologia em sala de aula, é Maria da Piedade Pereira Silva, da Escola Estadual Tiradentes, no bairro do Rangel, em João Pessoa. “Os resultados são altamente perceptíveis, tanto com os alunos, quanto com as famílias”, falou. “Os alunos estão levando o que aprendem para casa e os pais acabam ficando mais participativos. Professores e gestores também vivem num ambiente mais harmônico, hoje em dia”, destacou.

Pesquisa qualitativa – A partir de uma avaliação de resultados baseada em inventários aprovados pelo Conselho Federal de Psicologia, observou-se que 80% dos alunos avaliados adquiriram habilidades socioemocionais, melhorando seus relacionamentos, o nível de autocontrole e a assertividade ao apresentar suas emoções e defender seus direitos.

De maneira geral, constatou-se um aumento de 28% nos Comportamentos Socialmente Habilidosos e 27,4% nas Habilidades Acadêmicas, ou seja, alunos mais calmos, focados nos estudos e participativos.

Além disso, a iniciativa conseguiu reduzir em 32% os Comportamentos Problemáticos, isto é, crianças e adolescentes vivenciam menos violência contra si e contra o outro, como o bullying, apresentando menos tristeza, hiperatividade e ansiedade excessiva, tanto no ambiente familiar quanto na comunidade escolar

Secom

DIÁRIO ESPORTIVO

Tudo sobre as novas contratações e a preparação dos times para o Campeonato Paraibano 2018

PSICOLOGIA NO AR

VÍDEO: Psicólogos debatem comportamento do ‘stalker’ nas redes sociais e quando o amor se torna obsessão

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa: Em Continência ao Senhor Jesus com os membros da Igreja Batista Independente

MARIA CALADO NA TV

Com muita irreverência, banda Gata Dengosa estoura a audiência no programa Maria Calado na TV; ASSISTA!